quarta-feira, 1 de julho de 2020

Bombas, imperadores e transformações

Diário da Astróloga: 01.07.20 | O mês de Julho recebe este nome em homenagem ao Imperador Júlio César, da Roma Antiga. Foi ele quem reformou o calendário da época tornando-o um calendário solar e não mais lunar, semelhante ao antigo calendário egípcio, alinhado pelas estações do ano, com 365 dias e 12 meses. Poucos meses antes da morte do líder militar e populista, o Senado Romano trocou o mês de "Quintilis" por "Julius" em sua homenagem, pois era o mês de seu nascimento. E em 45. a.C. uma parte considerável do planeta passou a adotar o Calendário Juliano. A última reforma foi feita em 1582 pela Igreja Católica e hoje uma parte ainda maior do planeta se baseia no Calendário Gregoriano ou Calendário Cristão.
Curioso imaginar que até o calendário que usamos é uma narrativa construída, permeada de marcos sazonais, mitologias pagãs, ímpetos imperialistas, homenagens militares e valores cristãos. Mas acima de todos os desejos humanos de deixar na história e no tempo suas marcas pessoais, brilha o todo poderoso Sol. E enquanto o Sol brilhar, a vida continua. De resto, tudo pode ser transformado e recontado. 

No céu deste primeiro de Julho de 2020 o Sol brilha em Câncer e a Lua em Escorpião. Com a deusa dos nossos humores no segundo signo de Água, temos a chance de perceber com mais clareza o que se passa ao nosso redor e agir inclusive com mais rapidez e sagacidade para trazermos as respostas necessárias. A Lua em Escorpião é atenta, sensível, observadora, profunda e acima de tudo transformadora de sentimentos e realidades. Em bom aspecto com Netuno, podemos fazer uso inclusive de uma sensível intuição que nos acompanha. Também em bom aspecto com os planetas em Capricórnio, permite negociações de valores, trabalhos e acertos burocráticos necessários para o ajuste do dia a dia. Só não nos esqueçamos que com Mercúrio Retrógrado toda e qualquer negociação deve ser feita com muita cautela para que não hajam mal entendidos, confusões e conflitos.

Além da Lua em Escorpião, Plutão também avisa que o dia poderá ser de mudanças. E em conjunção com Júpiter, o gigante, nada será detalhe nesse 1º de Julho. Tudo ganha um tom superlativo, monumental, exagerado. O Ciclone no Sul do Brasil não poderia ter sido batizado com outro nome: Bomba! Fico me perguntando quem teria nomeado o fenômeno de modo tão apropriado. Nessa estréia do segundo semestre de 2020 o que me vem à cabeça é um dia nonsense, entre bombas, imperadores e transformações.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana

CRÉDITOS: Arte de autor desconhecido até o momento desta publicação. Se você o identificar por favor nos avise para que ele possa ser devidamente creditado.


O 2º Semestre de 2020 começa com um dia nonsense, cheio de histórias, transformações e excessos. A Lua em Escorpião auxilia na alquimia nossa de cada dia. Mas esse Ciclone Bomba... não poderia ter outro nome! Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
Nos vemos no canal da Astróloga no Youtube. 
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa



CRÉDITOS: A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #previsão #autoconhecimento #epidemia #coronavírus #covid19  #pandemia #quarentena |  #planetasretrógrados #luaemescorpião #ciclonebomba #gafanhotos #imperador #militar #nonsense #tranformação #alquimia #alquimista #calendário #julho #segundosemestre2020 #greve #caos


* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.


Nenhum comentário :

Postar um comentário