terça-feira, 21 de junho de 2016

Sol em Câncer

O Sol fica no signo de Câncer entre 21 de junho e 23 de julho. É tempo de cuidar dos assuntos do lar, da família, dos filhos, da nutrição, da segurança, dos assuntos do passado. É tempo de aquecer a alma. Saiba mais sobre a mitologia deste arquétipo.

A paisagem se transforma. Hoje é o primeiro dia de inverno para nós do Hemisfério Sul, enquanto no Hemisfério Norte é o primeiro dia do verão ou o solstício de inverno, marcado pela entrada do Sol no signo do Caranguejo.  Na data de hoje o Sol atinge o ápice de seu movimento, onde se torna mais visível, onde a luz e o calor são mais evidentes. Daí uma questão intrigante. Porque relacionamos o signo de Câncer à mitologia da Lua se o dia é de exuberância solar? Bem, à partir desta data nenhum dia será mais tão longo. 

terça-feira, 7 de junho de 2016

Tempo e sincronicidade - Uma entrevista com Marie-Louise von Franz

Em novembro de 1987 uma das discípulas mais conhecidas de Carl Jung, Marie-Louise von Franz, ofereceu uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Nela, von Franz tenta traduzir de forma simples o conceito de sincronicidade (como se isso fosse possível), fala sobre feminismo, violência e barbárie. O curioso é que o conteúdo tem quase 30 anos e trata de algo muito discutido atualmente ou pelo menos vivido nesses tempos. Bom seria se pudéssemos falar mais abertamente sobre tudo isso, com mais clareza, informação, conhecimento e menos paixões (ou seriam afetos?). Num dos trechos que julgo mais interessantes ela afirma: "para Jung, alcançar esse meio termo da reflexão razoável é sinal de cultura, mover-se na direção oposta é primitivismo e barbárie." A todos boa leitura e reflexão.
Um abraço
Aline Maccari

sábado, 21 de maio de 2016

Sol em Gêmeos

O Sol fica no signo de Gêmeos de 21 de maio a 21 de junho. Os geminianos já estão enfrentando desafios desde que Saturno, o deus cobrador, entrou em Sagitário, o signo oposto, em dezembro do ano passado. Um movimento que irá afetar, não a todos eles, mas até 2017. Um chamado para a seriedade, o crescimento, o amadurecimento. 
Olá papais e mamães! Quando forem atravessar a estrada da vida não se esqueçam de dar a mãos aos seus filhinho. Afinal, sabemos que é muito mais fácil que vocês se percam que eles. A criança preserva um saber divino dentro de si, uma capacidade tão grande de nunca se perder das origens que é de vital importância sempre estar de mãos dadas com eles e ouví-los. Filhotes! Salvem seus pais! Essa é a mensagem principal aos nativos do signo de Gêmeos, esses eternos meninos e meninas que sabem de tudo. Para quem não conhece o mito de Mercúrio, seu planeta regente...."senta que lá vêm a história"!

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Sol em Touro

Zeus se transforma em Touro para raptar Europa. Na história do signo de Touro há muitas mitologias que se confundem com ele além da regência da Vênus, como nos tradicionais almanaques de astrologia. Referências arquetípicas que fazem deste um signo riquíssimo a ser explorado e compreendido. Touro é muito mais que trabalho, materialismo e teimosia.
O símbolo astrológico de Touro tem suas origens no símbolo da Lua Crescente. Uma analogia com o desenvolver progressivo, o crescimento das coisas, o multiplicar.  E como a Deusa Lua ou Deusa Mãe era a fonte de toda a fertilidade, Touro se tornou o princípio do masculino necessário para que o ciclo da vida perpetuasse. Não por acaso o período mais fértil da natureza é o segundo mês da primavera (dentro do padrão do hemisfério norte, onde o sistema astrológico foi criado).

terça-feira, 19 de abril de 2016

Os homens de Vênus e a política

Foto de Cristiano Sérgio para a revista Marie Claire
Existe uma diferença brutal entre o arquétipo e o estereótipo. Quando percebemos sensivelmente o arquétipo de alguém, segundo um conhecimento psicológico, mitológico ou religioso até mesmo sensível, intuitivo e inconsciente, vemos a parcela divina que há no outro, seu quinhão de deus primitivo, com marcas de um comportamento herdado de um espírito ancestral, que confere ao sujeito uma alma peculiar, atemporal, sem conceitos pré estabelecidos e incapaz de ser julgado pela cultura ou pelo tempo, pois o arquétipo, o tipo antigo, os atravessa. 

segunda-feira, 18 de abril de 2016

CÉU DE HOJE: retrógrados

re·tró·gra·do 
(latim retrogradus-a-um)
adjectivo
1. Que retrogradaque anda para trásque recuaque retrocede de vez.
2. [Figurado]  Que se opõe ou é contrário ao progresso. = QUADRADOREACCIONÁRIO
3. Que diz o mesmolido da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita (ex.: asa é uma palavra retrógrada).
4. Em que  perda de memória em relação a dados ou factos anteriores a determinado acontecimentogeralmente traumático (ex.: amnésia retrógrada).
substantivo masculino
5. Indivíduo que se opõe ou é contrário ao progresso. = CATURRAREACCIONÁRIO

Os retrógrados, reacionários, os cheios de dúvidas, os vira casacas, os defensores do atraso, os antiquados, estão na terra, mas também no céu. Eis o princípio que justifica esta ciência tão antiga. O mesmo retrocesso que vemos aqui em baixo, em várias instâncias da vida, não apenas na política ou no Brasil, vemos também lá em cima.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

CÉU DE HOJE: "bora se amar"

Em Brasília faz Sol e quase 30º. A temperatura tende a esquentar no final de semana e muito. Será por causa do trígono de fogo formado no dia de hoje, entre a Vênus em Áries, Lua em Leão e Júpiter e Marte em Sagitário? Em meio a dias tão insólitos prefiro acreditar que essas energias de garra (Áries), amor (Leão) e sabedoria (Sagitário) nos contaminará em nome de algo muito maior, o nosso próprio futuro.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Sobre a sociedade sombria


"A sombra coletiva pode tomar a forma de fenômenos de massa, nos quais nações inteiras são possuídas pela força arquetípica do mal. Isso pode ser explicado pelo processo inconsciente conhecido como participation mystique (expressão criada pelo psicólogo e filósofo social Lucien Lèvy Bruhl e universalmente adotada).

CÉU DE HOJE: o passado e o medo

Xilogravura do artista pernambucano Gilvan Samico: Rumores de Guerra em Tempos de Paz.
Não é brincadeira começar o dia falando de passado e de medo. Mas, vai que algumas palavrinhas colocam tudo no seu devido lugar antes da labuta começar. No céu desta quarta-feira, tão farto de acontecimentos tensos, agitados e mirabolantes é possível ver ao fundo o temor guiar nossas ações. A Lua em Câncer, logo ela tão frágil, nos inunda disso. É uma questão puramente ligada à auto-preservação.

terça-feira, 12 de abril de 2016

CÉU DE HOJE: lá fora e cá dentro

A obra é do artista inglês Banksy. Ou será o coletivo Banksy? De forma irreverente seu grafite mostra os antagonismos da sociedade atual, incluindo a dicotomia público e privado, tema levantada pela Lua em Câncer em dias de conjunção de Sol e Urano em Áries na quadratura com Plutão em Capricórnio. 
Entre hoje e amanhã podemos reclamar de tudo, menos de tédio. Com a Lua em Câncer e o Sol em conjunção com Urano, os acontecimentos se movimentarão e acontecerão de forma rápida, rebelde, inusitada, violenta, transgressora e imprevisível. Sol e Urano no primeiro signo de fogo trarão esse tom acelerado, de forma a sentirmos que os dias passam voando, tomados de acontecimentos transformadores da realidade à nossa volta.