sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

"Não é como eu quero. É como Deus determina."

Ondas gigantes em Nazaré, Portugal. Só deuses, semi deuses e loucos desafiam as ondas gigantes de Netuno.

res·sa·ca 
(espanhol resaca)
substantivo feminino
1. Movimento das ondas sobre si mesmasquando recuam depois da rebentação. = REFLUXO
2. Porto formado pela preia-mar.
3. [Antigo]  Retaguarda.
4. [Figurado]  Falta de estabilidade. = INCONSTÂNCIAVOLUBILIDADE
5. Mal-estar causado pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou de drogas.
6. Conjunto de efeitos na sequência de um acontecimento (ex.: ressaca da vitória).
7. Recuar (a água), depois da rebentação. = REFLUIR
8. Ficar com uma ressaca.

A palavra me veio forte quando acordei pela manhã. A conjunção de Sol (consciência) e Netuno (inconsciência) em Peixes, quadrado por Saturno (o severo) em Sagitário (o otimista) mexeu com os mares internos e externos, nossos estados de espírito, nossas predisposições, percepções e sentimentos.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A good day

Dias como o de hoje acontecem apenas uma vez ao ano. É quando o Sol, nossa razão, nossa luz, se encontra com nossa parte inconsciente, sensível, divina. Numa conjunção precisa entre os dois astros, no signo de Peixes, podemos esperar forte intuição, senso de propósito espiritual, sintonia com os outros ao nosso redor, empatia, gentileza, amorosidade, simpatia e humanidade.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Pode? Pode!

Sol em conjunção com Netuno: fuga e encontro, encontro e fuga comigo.
O mundo de pernas para o ar, conflitos iminentes, regência de guerras e .... sentimento de encontro e fuga, fuga e encontro. Em meio a tantas decisões difíceis podemos tirar alguns dias só para nós e o que nossa alma mais desejar fazer: estar leve com ela mesma, como se ninguém nos obrigasse a nada. Como se não fossemos forçados a ser nada além do que já somos. Será que já não estamos prontos?
- Jura? Posso mesmo fazer isso? 

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Acordando

O inverno acaba, o pesadelo acaba. Tudo tem fim e então recomeço.
Quando passei os olhos no meu mapa astral no começo de 2014 vi o óbvio. Saturno na casa de Hades, me deixou gelada dos pés à cabeça. Eles, reforçados por quadraturas e oposições, me diziam que meu pai iria embora naquele ano. E não foi diferente. Saber sobre algo com antecedência não previne, no mínimo nos prepara mais amorosamente para o que o destino jogará no nosso colo, querendo ou sem querer. Ver meu pai partindo, em 90 dias de despedida, foi sentir na pele a dor ardida de Saturno, a profundidade e a escuridão, o vazio e o silêncio de Hades.