segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Júpiter em Capricórnio

O "elefante na sala" é uma expressão que funciona em várias línguas. Significa algo desajeitado e comprimido em busca de adequação. Assim deverá ser Júpiter em Capricórnio. A instalação é do artista britânico Banksy. O elefante com motivos indianos pode representar a invasão de outras culturas na Europa e por tabela a avalanche de refugiados vindos de outras partes do mundo em busca de sobrevivência. Este também parece ser um desafio para o status quo de Capricórnio com Júpiter, o planeta do estrangeiro. Movimento válido de 19.12.19 a dezembro de 2020.
Um novo posicionamento planetário de grande importância começa hoje, 02.12.19. É a entrada de Júpiter, o gigante, no signo de Capricórnio. Em nível público e privado, consciente e inconscientemente ele irá afetar as nossas vidas em alguma medida. E sabendo sobre seus significados simbólicos podemos lidar da melhor maneira possível com esta mudança de cenário. O planeta que tem um ciclo ao redor do Sol de 12 anos, passa praticamente um ano inteiro em um dos signos do zodíaco. Desta forma, o ano de 2019 foi marcado por Júpiter em Sagitário, sua morada tradicional, uma vez que Júpiter é o planeta regente de Sagitário. No entanto, de dezembro de 2019 a dezembro de 2020 o planeta da expansão estará transitando por Capricórnio, o terceiro signo do elemento Terra.