quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Felicidade, liberdade ou clarividência?

"Os felizes passam pela vida como viajantes de trem que levam toda a viagem dormindo; só gozam o trajeto de fato os que se mantém bem despertos para entender algo fundamental: a realidade." O trecho é uma reflexão do português Agostinho da Silva. Se vivo estivesse o poeta faria anos hoje. Como poucos ele refletiu sobre alegria, felicidade e liberdade. Em véspera de Lua Cheia em Leão em mês aquariano a reflexão não poderia ser outra. O dia nos prepara para emoções que estão prestes a nos despertar.

O dia leva o tom de uma preparação. É como se algo importante estivesse prestes a acontecer. Hoje, Mercúrio retrógrado sai de Peixes, volta para Aquário, e por lá fica até o dia 17 de março. Imediatamente o Sol ganha a força de uma conjunção profícua com Mercúrio, o deus da palavra, do raciocínio, das viagens e dos negócios acionando mecanismos que movimentam a vida que parecia estagnada. Com o fim da quadratura entre Sol e Saturno os caminhos também ficam mais visíveis e desimpedidos.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Freud: Além da Alma

No filme Freud - Além da Alma é possível começar a entender como se deu
essa revolução do pensamento sobre a mente humana. 
A astrologia e a psicanálise tem algo em comum, ainda que um tanto distante: a mitologia. É indiscutível que parte dela ajuda a explicar a vida. Sigmund Freud, o pai da psicanálise não flertou com os astros, mas com os mitos. Quem o fez mais intimamente foi C.G.Jung, seu discípulo rebelde. Mesmo assim, para nós buscadores, beber dos estudos psicológicos só ajuda a tornar ainda mais completo o trabalho de quem pretende compreender seu semelhante ou a si mesmo. Estudar os astros e as linhas que guiam nossos destinos na vida passam necessariamente por investigar outras formas de saber e entender o ser humano e nisso Freud é um nome indiscutível, porque é o pioneiro. Aliás, há quem diga que o mundo se divide em a.F. e d.F, ou seja, antes e depois de Sigmund Freud. Esse taurino (o trabalho), com Sol em conjunção com Urano (Prometeu, que traz a luz à humanidade), de Ascendente em Escorpião (a percepção e a sensibilidade), Plutão de casa 6 (trabalho com o inconsciente) e Lua em Gêmeos de casa 8 (intimidade com a casa dos mistérios da existência), mudou nossas vidas. Diz se que três grandes momentos mudaram radicalmente a forma do ser humano entender a si mesmo. 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Proteção

Às vezes os dias parecem se repetir. Lua em Câncer quadra a cruz. Sol em Aquário quadra Saturno. Quadraturas, quadras, super quadras e duas palavras se repetem: opressão e desafio. Dois sentimentos que não merecem mais que um parágrafo para serem compreendidos e dias ou meses para serem resolvidos. Nas próximas horas devo escrever menos. Precisamos parar de colecionar problemas como quem rega flores podres. Também já sabemos os porquês. Então é tempo de solução! Que Mahakala nos proteja. A deidade irada do budismo é a entidade que luta contra o sombrio. A carranca tibetana nos protege de toda a crueldade, inclusive aquela que não vemos ou que produzimos contra nós mesmos. Quando não estamos plenamente conscientes do que se passa é ele quem ora, vigia e expulsa os demonios invisíveis. Mahakala te carregamos no cachaço.  AM

Eclipses de 2014


Eclipses Lunares e Solares estão na agenda de 2014: 15 e 29 de abril / 8 e 23 de outubro.

Ao longo de 2014 teremos a chance de testemunhar um dos mais notáveis espetáculos astronômicos visíveis da Terra: os eclipses. E não será apenas uma vez, segundo informações divulgadas pela NASA, este ano reserva dois eclipses do Sol e dois da Lua. O primeiro deles será um eclipse lunar completo, com 78 minutos de duração. O fenômeno acontecerá no dia 15 de abril e poderá ser observado totalmente em todo o continente americano, além de parcialmente em algumas regiões europeias, de acordo com o boletim da agência espacial dos EUADuas semanas depois, no dia 29 de abril, será a vez de um eclipse anular do Sol, o único deste tipo previsto para este ano. O evento, que deverá durar em torno de seis minutos, poderá ser visto do continente australiano e de algumas regiões litorâneas banhadas pelo Oceano Índico. 

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

As origens


A semana começa com Lua em Câncer e o passado vem à tona. Quando o 
caranguejo aparece é dia olhar para trás, pedir e agradecer aos nossos legados 
psíquico, afetivo e cultural. Afinal só segue em frente quem sabe
de onde vêm. Reprodução do texto  do Dr. Carlos Byington, Psiquiatra e 
Analista Junguiano na obra Mitologia Grega de Junito de Souza Brandão. 
Na foto detalhe da escultura de Ares ou Marte.
"Através do conceito de arquétipo, C.G.Jung abriu para a Psicologia a possibilidade de perceber nos mitos diferentes caminhos simbólicos para a formação da Consciência Coletiva. Nesse sentido, todos os símbolos existem numa cultura e atuante nas suas instituições são marcos do grande caminho da humanidade das trevas para a luz, do inconsciente para o consciente. Estes símbolos são as crenças, os costumes, as leis, as obras de arte, o caminho científico, os esportes, as festas, todas as atividades, enfim, que forma a identidade cultura. Dentre estes símbolos, os mitos têm lugar de destaque devido á profundidade e abrangência com que funcionam no grande e difícil processo de formação da Consciência Coletiva.  Os pais ensinam aos filhos como é a vida, relatando-lhes as experiências pelas quais passaram. Os mitos fazem a mesma coisa num sentido muito mais amplo, pois delineiam padrões para a caminhada existencial através da dimensão imaginária.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Ceres ou Deméter: os astrônomos descobrem o que os astrólogos intuiam há muitos anos

Ceres para os Romanos, Deméter para os Gregos
Talvez só agora a ciência tenha descoberto o que os antigos já sabia há centenas e centenas de anos. Há água em Ceres! E talvez tenha sido este, o menor planeta anão do sistema solar, que tenha fornecido água a todos os outros, como noticia a Agência Espacial Europeia. Bem, em se tratando de tamanho sabemos que astrônomos e astrólogos respondem de formas divergentes. Plutão se tornou anão para os cientistas há pouco tempo e para nós, na verdade, é um gigante simbólico, capaz de profundas transformações. Na mitologia grega Deméter, a deusa da agricultura, conhecida como Ceres pelos romanos, não poderia ser outra senão a detentora de toda a água, fonte da vida. Afinal, é ela a mãe arquetípica ou a grande mãe. Ceres sem água? Como? Quanto mais olho para frente descubro que é olhando para traz que se entende a vida.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

"O gosto é resultado de mil desgostos"

No céu, Sol em Aquário forma quadratura com Saturno em Escorpião e Lua em Touro. Os signos fixos nos deixam rígidos demais enquanto Mercúrio Retrógrado em Peixes (de hoje até 28 de fevereiro), em conjunção com Netuno nos deixa confusos, mas também intuitivos e artísticos. Há quem saiba usar as dificuldades do momento em benefício próprio e se superar.  "O gosto é resultado de mil desgostos" dizia o grande cineasta francês François Truffaut que faria aniversário hoje. Viva a rebeldia aquariana!
Teimosia e rigidez podem ajudar a tornar ainda mais difíceis os dias que se seguem. Nem sempre as coisas acontecem como desejamos, principalmente se tentados há tanto tempo, por movimentos que nos restringem, desafiam e exigem de nós novas posturas. Se diante de um cenário de mudanças imprevisíveis nos tornamos ainda maias austeros, principalmente conosco, as tendências a rachaduras podem se concretizar. Quem avisa é o Sol em Aquário que forma aspecto desafiador (quadratura, ângulo de 90°) com a Lua em Touro e principalmente Saturno em Escorpião, todos signos fixos, defensores tenazes de suas opiniões, arraigados, valentões, cheios de teses e máximas. 

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

A fada madrinha

Nas fábulas, são elas, as fadas, que nos levam de encontro a nossa sina, sorte ou fortuna. Aliás, a palavra portuguesa fada vem do latim fatum que significa destino, fatalidade ou fado. 
Hoje, ao acordar, antes de mesmo de enfiar os pés nos chinelos para nos prepararmos para o trabalho deveríamos ter agradecido a existência de um ser especial em nossas vidas: as fadas madrinhas. Sim! Na data de hoje elas são comemoradas, desde os tempos sem princípio. E como celebrá-las noutro dia senão numa lua crescente em Touro (signo regido pela Vênus, planeta da alma feminino), sob o Sol em Aquário. Imaginação e criatividade são as palavras de ordem deste mês, regido por aquele que por tantos anos passou de tribo em tribo, de vila em vila, ouvindo e dividindo conhecimento, carregando nos braços o pote de água que representa a sabedoria e ouvindo histórias. 

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Quando precisamos ir ainda mais fundo

No céu dos próximos dias Mercúrio em Peixes em conjunção com Netuno nos contamina com decisões inconscientes, confusas, destinos mitológicos, trágicos, como o final de um filme (Eduardo Coutinho e Philip Seymour Hoffman). Em meio a uma grande quadratura e aspectos nebulosos, olhar para dentro ou para a profundidade dos mitos pode nos ajudar mais a entender melhor o que se passa. Pintura: Netuno e Amphitrite, de Jacob Gheinll (1565 -1629)
Será que perguntaríamos tanto sobre para onde vamos se soubéssemos de onde partimos? O céu não é de brigadeiro. O fogo cruzado permanecerá ainda por muito tempo e dentro de cada um nós a sensação poderá não ser diferente. Todas as vezes que algum planeta toca a cruz da sagrada quadratura, fiéis e infiéis pagam seus pecados aqui na Terra. Ontem e hoje os dias são de Lua em Áries e o nervosismo ronda quem não consegue obter respostas para questões fundamentais para manutenção ou mudança de rumo. Cronometrar o céu, esmiuçar cada grau percorrido por um planeta como quem se encanta pela corrida de uma tartaruga, pode gerar uma aflição e um desespero que às vezes alcança até a mim mesma, contadora de histórias e dias.