quarta-feira, 8 de julho de 2020

Júpiter, Plutão e a Compulsão

Diário da Astróloga: 08.07.20 | O conteúdo de ontem sobre a conjunção entre Júpiter e Plutão gerou tanto interesse que decidi desdobrar este assunto nesta quarta-feira, trazendo outras perspectivas deste mesmo aspecto astrológico. Como uma das conjunções mais impactantes do ano vai de 18.06 a 10.07, ainda teremos que nos ver com ela não só agora, mas também com as suas repercussões a longo prazo. De meados de Junho pra cá estamos vivenciando em nível coletivo segundas ondas de Coronavírus pelo mundo, excessos autoritários da Turquia à China, ciclones no sul do Brasil, pestes de gafanhoto e até a ameaça do retorno da Peste Bubônica à Ásia. Ou seja, Júpiter e Plutão neste 2020 não estão de brincadeira. 

PLUTÃO E PSIQUE
Como dito ontem, Plutão é o deus dos "infernos". Ele é um ambiente simbólico de sofrimento, lugar de dor e morte. Mas há um lado importante em sua atuação que pouca gente se dá conta. Ele é "o agente transformador". Plutão faz "o trabalho sujo e pesado" que ninguém quer fazer. Mas como naturalmente somos muito avessos a mudanças de padrão, seus efeitos podem ser trágicos. Segundo o estudioso da astrologia Stephen Arroyo, Plutão é o planeta das massas e da inconsciência profunda e seus aprendizados se dão por contraste. De modo que quem tem algo valioso e perde esse "objeto" está aprendendo com Plutão que a vida é feita de luz e de sombra. Júpiter é planeta de expansão e nesta conjunção com ele pode ser visto como um agente potencializador ou multiplicador das experiências plutonianas. De modo que as transformações impulsionadas por Plutão e Júpiter neste período serão levadas à décima potência. Por isso um tom tão mais dramático sobre as transformações que estamos vendo e vivendo atualmente. As ações de Plutão, ainda segundo Arroyo acontecem num nível tão profundo da psique que é difícil ou mesmo impossível acessar certos conteúdos, causas, razões e porquês. E a conjunção destes dois planetas pode gerar ainda um outro comportamento devastador chamado Compulsão.
COMPULSÃO
A Compulsão, explicada de uma maneira muito simples, é a necessidade inconsciente de repetição de um ato ou padrão, ainda que isso acarrete numa disfunção. Quem tem em seus mapas natais Plutão e Júpiter em posições de destaque pode sentir este movimento mais fortemente em suas vidas. Mas, na atualidade e sob tal aspecto, todos nós estamos mais propensos a viver certas Compulsões. Fato é que, antes de mais nada, a Compulsão, assim como vários outros distúrbios ou sofrimentos psíquicos, deve ser entendida pelo sujeito e pela sociedade como um mecanismo de busca de equilíbrio por parte do corpo e da psique. Ou seja, ninguém produz comportamentos compulsivos porque quer. Antes de mais nada eles são inconscientes e são produzidos e mantidos porque corpo e alma encontram sentido de harmonia nestes atos, ainda que eles aos olhos dos outros sejam comportamentos nefastos. Alguns comportamentos compulsivos podem surgir logo após a perda de um emprego, de um ente querido, de uma grave discussão familiar ou mesmo de maneira totalmente inconsciente. E geralmente eles são iniciados por gatilhos emocionais, por afetos que nos tocam no nosso mais profundo sentido de existência. É por isso também que estes e tantos outros comportamentos jamais podem ser vistos com um olhar preconceituoso. A alma humana é uma caixinha sagrada de segredos. E como tal deve ser acolhida e respeitada.
O QUÊ FAZER?
O texto de hoje não pretende desmistificar a Compulsão. Isso demandaria um texto muito mais aprofundado. No vídeo de hoje do Youtube falarei sobre alguns casos de Compulsão. E perceber a si mesmo nos exemplos de outras personagens pode ser proveitoso. Se puder, assista!
Fato é que nestes dias de Júpiter e Plutão, tais comportamentos podem estar a um estalo do começo. E muitos de nós podem sofrer com isso. Mas o que fazer quando já estamos imersos em um comportamento compulsivo ou quando estamos muito próximos de viver esta experiência? Bem, neste momento, o melhor a fazer é dialogarmos com nossas partes faltantes. Se você ou uma pessoa próxima estão passando por episódios de comportamentos compensatórios por compulsões, tente ouvir o vazio que o leva a tal comportamento. Parece pouco! Mas é muuuuito! Dialogar com aquilo que nos falta, com os nossos buracos existenciais, pode ser o começo de uma relação de proximidade com o problema, de maneira honesta, o que é imperativo, e quem sabe até mesmo curativo. É incrível o que podemos ouvir quando temos a coragem de conversar com Plutão! No reino de Hades também ocorrem verdadeiros milagres.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana


A conjunção de Júpiter e Plutão de 18.06 a 10.07 não mexe apenas com o macrocosmo. Seus efeitos podem ser vistos também nas nossas vidas pessoais. E uma de suas características desde aspecto planetário é o surgimento de comportamentos compulsivos. Neste vídeo trago uma leitura possível sobre o significado da Compulsão e como começar a lidar com ela. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
Nos vemos no canal da Astróloga no Youtube. 
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa

CRÉDITOS: A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #previsão #autoconhecimento #epidemia #coronavírus #covid19  #pandemia #quarentena |  #planetasretrógrados #plutão #júpiter #compulsão #compulsãoalimentar #compulsãoporcompras #drogas #drogadção #alcoolismo #comportamentocompulsivo #hades #vício #saúdemental 

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário