quarta-feira, 29 de abril de 2020

Ciclos de Transformação


Diário da Astróloga: 29.04.20 |
Mercúrio o planeta menino, deus da comunicação, está em Touro de maneira teimosa, falsa e intransigente desde de segunda-feira quando se indispôs com Saturno, o adulto em Aquário, signo de ética e coletividade.
Saturno sabe que essa postura irresponsável tem limite. Mas não é ele quem irá agir de fato. Ele irá apenas estruturar o argumento para a chegada de Mercúrio a Urano entre quinta e sexta.
Entre quinta e sexta, quando o deus menino se encontrar com o deus da verdade, poderemos ver o Céu e a Terra estremecerem. Poderão ser muitas verdades vindo à tona, na nossas casas, nos hospitais, nos cemitérios, nos jornais, nas varandas, nos palácios, nos travesseiros. Urano tem qualquer coisa de justiceiro e revolucionário. Ele é Prometeu, o que rouba o fogo dos deuses para salvar a humanidade, embora nem sempre ela mereça. Mas, Urano fará esse esforço outra vez e poderá produzir sua reviravolta novamente. E a partir dos acontecimentos da sexta-feira, devemos ter muito "acordado" para finalmente encontrarmos seu fim ou superação com a chegada da Lua Cheia em Escorpião, por volta do dia 7 de maio. 
O Jardim das Delicias Terrenas, a obra prima do pintor holandês Hierônimus Bosch de 1515, que retrata um dos momentos mais agonizantes da humanidade, a Idade Média, foi finalizado quando Plutão estava à porta de Plutão em Capricórnio. A imagem traduz um tempo de aflição, pecado, ignorância, peste, mentira e perdição, não muito diferente de hoje em dia. A vida é cíclica. E Plutão dá voltas. Estamos de alguma maneira novamente no mesmo ponto da história, mas em outro tempo.
O que deve nos confortar é a lembrança de que depois da Idade Média se seguiu a Renascença. 
Aline Maccari
Obra do pintor holandês Hieronimus Bosch intitulada O Jardim das Delícias Terrenas. O quadro é um tríptico e este é um recorte da tela que retrata o inferno.

No céu uma infinidade de posicionamentos planetários nos fala de conflito, limite, mudança e fim. Neste episódio, a arte somada aos ciclos planetários nos ajuda a compreender o momento desafiador que estamos vivendo diante do coronavírus e da recessão. É hora de reagir aos estímulos e promover transformações dentro e fora de nós. Do contrário não teremos aprendido nada com esta quarentena. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana

Nos vemos no canal da Astróloga no Youtube. 
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa

CRÉDITOS: A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #mensagem #coronavírus #covid19  #pandemia #quarentena #plutãoretrógrado  #idademédia #idademídia #hieronimusbosch #arte #mentira #fakenews #intolerância #luacheiaemescorpião #fimdomundo #renascença #plutãoemcapricórnio
*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

Nenhum comentário :

Postar um comentário