sábado, 20 de junho de 2020

O signo de Câncer


Diário da Astróloga: 20.06.20 | A paisagem se transforma ao nosso redor. Hoje é o primeiro dia de inverno no Hemisfério Sul, enquanto no Hemisfério Norte é o primeiro dia do verão ou o solstício, marcado pela entrada do Sol no signo de Câncer (de 20.06 a 22.07). 
Regido por uma Grande Mãe, representante maior do feminino sagrado, a Lua é a noite da alma, que age com mais intuição que razão, já que não se vê com os olhos por onde se caminha, mas se percebe com a alma por onde se deve ir. A Lua é a representação da mente inconsciente onde moram a intuição, a criatividade, os sonhos, os devaneios, a loucura, o desconhecido, o invisível, a espiritualidade, a conexão com o Eu mais profundo, o amor. Câncer é o signo da morada da alma, representando o lar, as experiências de infância ao lado do pai e da mãe. Como é o passado de todos nós é o nosso legado e a nossa lembrança que vamos carregar por toda a vida. É por isso que os cancerianos tem uma memória invejável. Como primeiro signo de Água, o elemento das emoção é associado à primeira água com a qual temos contato, o líquido amniótico da vida intra uterina. Os cancerianos incorporam desta forma uma relação intrínseca com o maternal e cuidam da prole com todo o zelo e carinho. Como sabem da fragilidade da vida são cuidadosos consigo e com os seus, de forma a às vezes super protegê-los ou se misturarem com eles num emaranhado simbiótico, podendo sufocar os filhos ou se deixar sufocar por eles. Os pais cancerianos, com as pinças afiadas de um caranguejo podem desafiar o exterior em nome da sobrevivência da família. Daí um traço canceriano muito evidente, a oscilação entre a timidez de quem se sente ameaçado, à resposta afiada, na palavra ou no gesto, em nome da segurança.  Como a Lua rege as emoções, os fluxos das marés, o ir e vir, rege também a vida e a morte. Dados a humores e afetos, os cancerianos podem ser os comediantes, mas também os melancólicos. No nascer e no morrer é Câncer quem melhor sabe se portar, oferecendo todo o carinho do mundo às chegadas, compreensão e amparo às despedidas. Muito por isso são excelentes cuidadores, psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiras, farmacêuticos, músicos, nutricionistas, chefes de cozinha, compreendendo o sentido do alimento para o corpo e para a alma. E podem ser também arqueólogos, historiadores, pesquisadores da árvore genealógica da família, sempre olhando para o passado. Lunares, eles são tremendamente sentimentais, chorões e perceptivos. Alguns podem ser medrosos, magoados, frágeis, discretos ou silenciosos. Mas, também são possessivos, ciumentos, dramáticos, histéricos, melodramáticos e chantagistas emocionais. Como vivem aspectos inconscientes no dia a dia podem se tornar grandes fotógrafos, cineastas, atores, uma vez que projetam no coletivo experiências arquetípicas. Sem um lar que lhes traga raízes ou boas referências afetivas, podem se sentir desequilibrados ao optarem por compensações nada saudáveis como o abuso de alimentos e bebidas. A analogia entre "mamar na garrafa" e balbuciar quando alterados, pode se assemelhar a uma regressão psicológica que lembre os tempos da primeira infância, onde o sujeito precisa "ser cuidado". Alguns, dilacerados por lembranças do passado podem ter forte sensação de ausência e não pertencimento, desenvolvendo doenças de grande sofrimento psíquico. Se Câncer é o que sente, não subestime os seus sentimentos. Como representante do feminino (em homens ou mulheres) o signo de Câncer ou pessoas com aspectos desafiadores, podem desenvolver problemas de saúde relacionados ao sistema digestivo ou nos órgãos de geração e manutenção da vida como útero e seiosEternamente conectados a uma das melhores fases da vida, a infância, podem ser aqueles que sabem como ninguém reunir a família e os amigos. Podem ser pais e mães exemplares, amorosos e compreensivos ou avós super corujas. Para mim, Câncer é a lembrança da refrescância da cerâmica gelada sob os meus pés nos verões em Brasília e o cheiro do cafézinho com pão de queijo inundando a casa da minha família candanga vinda de Minas Gerais. Câncer é o jogo de beti debaixo do bloco com o meu irmão gêmeo, na nossa Super Quadra na Asa Norte. Câncer é a cama quentinha no inverno seco do cerrado, o bom conselho da mãe, o violão do pai e a saudade. Algumas das nossas melhores lembranças nos levam a Câncer.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
Nos vemos no canal da Astróloga no Youtube. 
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa

CRÉDITOS: Imagens de autores desconhecidos até o momento desta publicação. Caso conheça algum deles por favor nos informe para que os artistas sejam devidamente creditados.
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #previsão #autoconhecimento #epidemia #coronavírus #covid19  #pandemia #quarentena |  #eclipse #eclipsesolar #solemcâncer #solstício #família #amor #cuidado #filhos #crianças #lar #casa #memória #mãe #gravidez #alimentação

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigada àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

Um comentário :