sexta-feira, 12 de junho de 2020

Dia dos Namorados


Diário da Astróloga: 12.06.20 | No céu, a Vênus Retrógrada em Gêmeos em mal aspecto com a Lua em Peixes no começo da manhã dá uma ligeira azedada nos relacionamentos. Mas nada que as horas a correr não possam resolver.
Por isso, quem começou o dia levando café da manhã na cama, talvez não tenha tido sua melhor performance. Mas, certamente o "jantarzinho" mais tarde, regado a vinho, música e fantasia, devido aos muitos planetas no dionisíaco Peixes, possa salvar a data de hoje.
A verdade é que tudo o que se escreva sobre o amor me parece brega, cafona e também muito fora da realidade. O dia 12 de Junho no Brasil tem significados muito diferentes para cada um de nós. E para quem está desacompanhado pode inclusive ser tornar um fardo, uma auto cobrança enorme e desnecessária. Como hoje acordei com o espírito da contradição, gostaria de desafiar não o amor romântico, mas tudo o que pensamos sobre ele, tudo o que ele representa para nós. Estamos vivendo tempos de transformação no mundo e nenhum dos nossos temas favoritos irá fugir a uma revisão. Por isso decidi hoje ler os seus comentários e deixá-los lerem-se. Responda abaixo: "para você o que é o amor romântico?" E vamos conversando sobre este que é um dos nossos temas prediletos, embora tão cheio de contradições. A arte de hoje é a reprodução de um cartão do Dia dos Namorados impresso em 1912, muito popular à época. A imagem do pequeno Eros, o cupido do amor, montado num fálico símbolo de Baco, o deus do êxtase pagão com os dizeres "para quem eu irei aparecer" me causou não apenas boas gargalhadas, mas o desejo de repensar o amor em pleno 2020, no auge da Pandemia. E então? "PARA VOCÊ O QUE É O AMOR?" Vai ser divertido "brincar" disso neste dia geminiano.
Acompanhados ou desacompanhados desejo a todos um ótimo e divertido dia!
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
Nos vemos no canal da Astróloga no Youtube. 
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa


CRÉDITOS: Cartão do Dia dos Namorados impresso em 1912. Autoria desconhecida até o momento desta publicação.
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #previsão #autoconhecimento #epidemia #coronavírus #covid19  #pandemia #quarentena |  #transformação #diadosnamorados #namorado #namorada #solteiro #crush #solidão #amorromântico #noivado #namoro #casamento #vidaadois #cupido #eros #baco 

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigada àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

4 comentários :

  1. O Amor é a força da Vida que quando nos atravessa em momentos inusitados e singelos nos faz florescer... E mesmo em meio à uma pandemia e outras adversidades no mundo, com um céu um tanto de "mau humor" - eis que ele surge provocando risos e perplexidade entre os mais incrédulos...

    ResponderExcluir
  2. Não houve video hj... ta tudo bem com a Aline?

    ResponderExcluir
  3. amor romântico é uma invenção moderna. Como nós somos tão estáticos, digo, no sentido que não sabemos muito dessa vida em sociedade. Somos, fomos arremessados ao mundo. Olha, vê, repara e imita. E assim fazemos. Um padrão imposto.Imitamos as letras de músicas, os filmes americanos e novelas brasileiras.Em busca do American way propagada pelas propagandas de coca-colas e margarinas, damos com os burros n'água quando a realidade bate na nossa cara. O príncipe era um sapo, a princesa com complexo de Cinderela... É tudo um suave verniz para suportar a vida, esconder a política. Obedecer, seguir em frente. Mas não é só isso, pois temos pulsão de vida, traduzido como sexo, chamado de paixão. Puro instinto. Muitas vezes proibido, castrado. Não aceitamos muito bem o animal em nós. E assim se inventa o amor, algo mais nobre, mas palatável ou bom para se vender. Capital neoliberal, sociedade do consumo, no qual tudo vira produto. Mas, no fim do dia, fazemos como os cantores sertanejos, amor em vez de sexo. E chamamos isso de romântico... E mesmo sabendo tudo isso, toda nossa mazela... sugiro, hoje e sempre, um bom vinho, jazz, blues, chocolate e alguém que lhe entenda e você possa viver uma paixão ou um amor, mas caso não viva, não há nada errado. Não existe jeito certo. O certo é o seu jeito. Viva por você, pois isso é no fim das contas, o único amor romântico possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do seu texto Alex... bem masculino..Eu do meu lado, continuo a viver o Amor sempre que a Vida me acena...

      Excluir