sexta-feira, 27 de agosto de 2021

O poeta e astrólogo do Afeganistão

Diário da Astróloga: 27.08.21 | A frase "o que você busca também está a sua procura" é uma das mais manjadas nas redes sociais. Compartilhada à exaustão, pouca gente sabe sobre sua autoria. E a ironia é que o seu autor é um dos poetas mais famosos da história e por acaso afegão! Jalaluddin Rumi nasceu na cidade de Balkh, Afeganistão, em 30 de Setembro de 1207. Neste período da história, enquanto a Europa vivia a Idade das Trevas ou a Idade Média, o oriente vivia um tempo luminoso de grande avanço científico, tecnológico, filosófico e artístico. 
Rumi foi filho de um grande professor do islamismo e se tornou um grande mestre do sufismo, a corrente mística do Islã. Ele foi fundador da ordem Mevlevi, a ordem dos Derviches Dançantes, conhecida como a dança cósmica. Numa ciranda com demais poetas, místicos, astrólogos e astrônomos como ele, rodopiava em rotação e translação como fazem os planetas e recitava poemas em transe que foram copiados por seus discípulos. 
Os conteúdos de profundo sentido místico e grande beleza literária falavam do homem e do cosmos, numa sintonia tal que até hoje nos emocionamos profundamente com os poemas de Rumi. 

A vida é curiosa e a história é cíclica. Um dia o Afeganistão foi um lugar incrível, irradiando luz em várias direções. Hoje é um dos lugares mais infernais na Terra, tomado de radicais ignorantes, mas também como fruto de ocupações predatórias que desestruturaram o país nos mais variados setores. Nos jornais de hoje fala-se em 13 militares norte-americanos mortos. Mas pouco se fala sobre dos até agora 80 afegão mortos no ataque de ontem pelo ISIS-K. Mas também pouco se fala sobre os 18 milhões de afegãos em grave crise humanitária, 10 milhões de crianças fora da escola e 50% delas em situação de desnutrição.
Esta foi certamente uma das semanas mais densas do ano, porque marca um conflito que pode ser escalado em níveis ainda desconhecidos. Podendo ter repercussões como uma gravíssima crise de refugiados, assim como o avanço da extrema direita no mundo e muito mais. 

PRÓXIMA SEMANA
Na próxima semana enfrentaremos outro aspecto planetário tremendamente difícil: a oposição entre Marte em Virgem e Netuno em Peixes, nos falando de reações violentas, equivocadas, desastradas e fanáticas. Uma escalada que certamente terá repercussões nos quatro cantos do globo. 
Para quem achava que 2021 seria mais suave que 2020, bem... com tantos planetas em Aquário, o caos estava à porta. Para tentar fechar a semana com alguma leveza possível e espírito elevado, nada mais me passou pela mente que um poema belíssimo de Rumi, nos lembrando da infinda relação entre Macrocosmo e Microcosmo
Leiam e compartilhem, para que nossos corações sejam iluminados pela força de sua beleza e também para de alguma forma honrarmos o passado em suas glórias. E que o Invisível tenha piedade do povo do Afeganistão que um dia brilhou tão alto.

OS FILÓSOFOS CHAMAM O HOMEM DE MICROCOSMO, OS HOMENS DA RELIGIÃO CHAMAM-NO DE MACROCOSMO
Em forma exterior, és o microcosmo,
Mas na realidade, és o macrocosmo.
Aparentemente, o ramo é a causa do fruto,
Mas na realidade, o ramo existe por causa do fruto.
Se não fosse impelido pelo desejo do fruto,
O jardineiro jamais teria plantado árvore.
Portanto, na realidade, a árvore nasceu do fruto,
Embora, aparentemenete, o fruto tenha nascido da árvore.
Por esse motivo, Mustafá disse: "Adão e todos os profetas
São meus seguidores e se reúnem sob meu estandarte.
Embora para a visão exterior eu seja filho de Adão,
Na realidade, sou seu primeiro antepassado,
Porque os anjos o adoraram por minha causa,
E foi seguindo minhas pegadas que ele ascendeu ao Céu.
Portanto, na realidade, nosso primeiro pai foi meu descendente,
Como, na realidade, a árvore nasce de seu próprio Fruto".
O que está em primeiro no pensamento está em último no ato.
O pensamento é atributo especial do Eterno.
Esse produto parte do céu muito rapidamente,
E vem a nós como uma caravana.
Não é longa a estrada que esta caravana percorre;
Pode o deserto deter o libertador? O coração viaja para Caaba a todo o momento,
E por graça divina o corpo adquire o mesmo poder,
A distância e a proximidade afetam apenas o corpo;
O que importam, no lugar onde Deus está?
Quando Deus modifica o corpo,
Ele não considera parassangas ou milhas.
Mesmo na terra, há esperança de aproximar-se de Deus;
Avança como um amante, e cala as palavras vãs, ó filho!
Jalaluddin Rumi

Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana





Diário da Astróloga 27.08.21: A ironia é que um dos poetas mais populares e compartilhados do mundo Ocidental é do Afeganistão! Acredita!? No vídeo de hoje eu faço um balanço da semana, falo sobre o Afeganistão e seu legado, sobre as perspectivas para a próxima semana, recito poeta... só faltou dar estrelinha! E viva Rumi! Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa 

CRÉDITOS / CREDITS: Ilustração do poeta Jalaluddin Rumi e os Derviches Dançantes
#alinemaccari #aastrologa #astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #céudasemana #previsão #brasília #bsb |  #Cabul #Afeganistão #Islã #Islamismo #muçulmano #sufi #sufismo #derviche #dervichedançante #mevlevi #crisemigratória #refugiados #Rumi #JalaluddinRumi

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.


Nenhum comentário :

Postar um comentário