segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Escorpião à bolonhesa

Os escorpiões gostam de lugares velhos, amontoados, restos de construções como a velha Itália
Um bicho se adaptou às intempéries do tempo e do ambiente como nenhum outro. Sobre o planeta ele transita há 400 milhões de anos entre transformações, adaptações e esconderijos. Ele existe nos quatro cantos do mundo e se chama al-'aqrab em árabe ou ainda lacrau, o escorpião. Carnívoros eles podem sobreviver se alimentando de apenas 10% do que realmente necessitariam para sua sobrevivência, podendo passar até um ano sem se alimentar, habitando endereços lúgubres.
Das 1.600 espécies conhecidas, 25 têm veneno mortal. Se for picado por este animal peçonhento é fundamental que o sujeito tente levar a espécie até o hospital para que o médico possa dar um diagnóstico mais preciso. Em dia de Lua em Gêmeos (a Lua mensageira) e ainda Sol, Saturno e Mercúrio em Escorpião a notícia do bicho corre solta e vai parar nas páginas dos jornais internacionais na edição que estreia a semana.
Os escorpiões podem se esconder em lugares escuros e úmidos como as gôndolas
Dos escorpiões mais venenosos conhecidos no Brasil um fugiu da caça e portanto de sua extinção. O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato decidiu se esconder na Itália, país que lhe deu cidadania. Ele é condenado a 12 anos e 7 meses de prisão, em regime fechado, por receber R$ 336 mil do valerioduto (tática típica escorpiana) e por ter autorizado um adiantamento de R$ 73 milhões do fundo Visanet para a DNA, a agência de Marcos Valério que tinha contrato de publicidade com o Banco do Brasil. Dotado de instinto apurado de sobrevivência o escorpião atravessou a fronteira antes mesmo que a Polícia Federal pudesse se mobilizar para a sua captura.
E podem passar até um ano sem se alimentar! Claro!
Em nota ele avisou que saiu do país há cerca de 40 dias e que assim como os outros é vítima de perseguição política. Pizzolato pode não ser o escorpião mais venenoso, mas é sem dúvida o mais sagaz. Na Itália ele poderá se esconder entre troncos de árvores, lugares escuros e úmidos, construções abandonadas, desenvolver hábitos noturnos, discretos e passará por tudo, menos fome. Nesse caso o reconhecimento do veneno por parte dos maiores especialistas, a Suprema Corte, não foi suficiente para uso de uma vacina efetiva. Se ele e os comparsas tivessem devolvido o dinheiro que roubaram talvez a picada tivesse doído menos em nós. Mais uma história brasileira que literalmente termina em pizza. E a vida segue assim. A Lua em Gêmeos que forma hoje quadratura com Netuno, deus dos enganos e das viagens além mar, avisa que pesos, medidas e julgamentos entre o céu e a terra têm valores que nós desconhecemos e que tudo pode ser compreendido de outras formas, ainda que para nós pobres mortais, tudo pareça um grande engano. Daqui de baixo não somos capazes de enxergar o que se passa entre os deuses do Olimpo. Pizzolato ainda enfrentará outros juízes. Como todos nós.
Aline Maccari


*Os posts são publicados diariamente no site da Astróloga e no Facebook. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: A Astróloga.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário