sexta-feira, 30 de julho de 2021

Mnemosine: a deusa da memória

Diário da Astróloga: 30.07.21 | Sexta-feira é um bom dia para elegermos a personagem da semana. E para mim, aquela que ganhou destaque, pelo menos no Brasil, foi Mnemosine. Deusa da memória, mãe das nove musas, a titã é filha do Céu e da Terra, Urano e Gaia. Em manifestações sombrias e desonrosas, nesta semana ela foi apagada da ciência, quando os milhares de dados simplesmente sumiram do CNPq, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. E consumida pelo fogo, por tudo o que ainda não sabemos que ardeu, na Cinemateca Brasileira, apagando parte da memória imagética, da arte e da cultura do país. Mas o planeta gira e em sua manifestação mais luminosa ela está sendo erguida sobre as vitórias da "Fadinha do Skate" Rayssa Leal, a atleta brasileira mais jovem a receber uma medalha olímpica; de Rebeca Andrade, a 1ª brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística em Jogos Olímpicos e de Italo Ferreira, na conquista do 1º ouro da história do surf olímpico. Especialmente para crianças negras e pardas, mas também para crianças brancas, a construção da memória de heróis negros é fundamental para encararmos de frente um grave problema brasileiro, o racismo estrutural, que tem sido combatido como nunca. E este, sem dúvida, terá sido um dos resgates mais importantes do Brasil: quando heróis pretos brasileiros foram honrados, celebrados e eternizados no Monte Olimpo.
Entre trancos e barrancos, honras e desonras, luz e sombra, Mnemosine segue sua trilha, acompanhando as evoluções do mundo. Pois até o que esquecemos, passa a fazer parte da nossa história.
E você? Que partes de sua história você tenta apagar? E que novas narrativas você quer construir?
*A arte que ilustra o texto de hoje é um mosaico de parede com a representação de Mnemosine, referente ao século II, cujo nome do autor foi certamente apagado das nossas memórias. Atualmente a imagem pode ser vista no Museu Nacional de Arqueologia de Tarragona, Espanha.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana

CRÉDITOS: A arte que ilustra o texto de hoje é um mosaico de parede com a representação de Mnemosine, referente ao século II, cujo nome do autor foi certamente apagado das nossas memórias. Atualmente a imagem pode ser vista no Museu Nacional de Arqueologia de Tarragona, Espanha.





Diário da Astróloga 30.07.21: E a personagem da semana é.... MNEMOSINE, a deusa da memória. Apagamos os dados científicos do Brasil, queimamos os filmes e docs da Cinemateca... mas ganhamos 3 campeões Olímpicos que ajudarão a construir uma nova memória nacional, heroica e negra! Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa 

CRÉDITOS: A Astróloga
#alinemaccari #aastrologa #astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #céudasemana #previsão #brasília #bsb |  #signodeleão #olimpíadas #tóquio2021 #jogosolímpicos #MarteemVirgem #JúpiteremAquário #Júpiterretrógrado #mnemosine #memória #cinemateca #CNPq #fadinhadoskate #rayssaleal #rebecaandrade #italoferreira

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.






2 comentários :

  1. De arrepiar o texto, a imagem! Suas colocações, tão precisas e cirúrgicas para o momento atual.
    tudo em sincronicidade!
    o texto toca a alma, com delicadeza.
    A violência que a memória está sofrendo, remonta a História da Humanidade.
    Não conhecia a Deusa da memória, sempre aprendo um tanto de coisas com o seu trabalho. Gratíssimo !

    ResponderExcluir