quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Episódio de hoje...

Olhar para o céu todos os dias é como acompanhar uma novela ou uma série com capítulos intermináveis. Há um drama central, num período de longo prazo, que se desenrola em décadas ou anos, e draminhas secudários, mas nem por isso menores, que se desenrolam em meses ou semanas. A  última grande série teria começado em 2008 com a entrada e Plutão em Capricórnio, marcada pela bolha imobiliária nos Estados Unidos, seguida pela quebradeira das economias mundiais e os pedidos de socorro de países como Grécia, Espanha e Portugal.
A novela se acentuou e teve um "turning point" em 2011 com a entrada de Urano, planeta das revoluções em Áries e o início da Primavera Árabe, com a tentativa de um processo de abertura política, em busca de democracia e liberdade nos países do Médio Oriente e África. De lá pra cá, em quadratura histórica, Plutão e Urano viraram o mundo de cabeça para baixo, numa revolução política e econômica sem precedentes, exigindo mudanças nos sistemas de poder, só não em alguns lugares isolados da Oceania que parecem ter passado ao largo que qualquer designo celeste nefasto. Aliás, que lugares abençoados esses, sem séries ou novelas! Quem sabe um dia eu ainda escreva diretamente de Fiji.
Nessa disputa grotesca e titânica entre Plutão e Urano, a sensação é que Plutão saiu ganhando em seu aspecto devastador e sombrio. Eu que visitei os países do norte da África cobrindo como repórter a Primavera Árabe e ouvi tantos jovens nas ruas cheios de esperança, os vi depois frustrados, sem saber ao certo sobre seus futuros, talvez pior que seus passados. Basta ver o que se tornou a Guerra da Síria, iniciada em 2011. E lá se vão 7 anos. Essa novela vem se arrastando e diante das decisões tomadas ou proteladas nos últimos anos temos um mundo completamente dividido, seja Oriente Médio, na Europa, na América do Sul ou no Brasil. Hoje acontece uma conferência na Áustria para decidir o que fazer com a avalanche de migrantes pela Europa e não há um só governante que entre num consenso para resolver uma questão criada por eles mesmos, seja em processo histórico, seja na inação diate dos processos revolucionários e conflituosos que acabaram desestabilizando toda a região. 
Os episódios desses dias me parecem um desdobramento de tudo isso. Com Marte e Lua em Aquário, signo da coletividade, em aspecto desafiador com Urano, o revolucionário e Vênus em Escorpião, que trata de diplomacia, valores e poder, ninguém, absolutamente ninguém entra em consenso. Aliás, o coletivo foi dispersado em grupos tão segmentados e divergentes que já não sabemos mais o que é pensar coletivamente. E ninguém entra em um acordo que possa ser crucial para o avanço planetário, seja na questão dos migrantes, do meio ambiente, em questões comerciais ou seja lá o que for. Os episódios desses tempos mais parecem uma sinuca de bico onde os roteiristas celestes não poderiam nem penar em entrar em greve em busca de melhores salários, por que se isso acontecer o mundo explode. Do alto da montanha, continuo com minha luneta e meu wi-fi observando para ver onde tudo isso vai dar, certa apenas de que ainda vem muito desacordo pela frente. Essa "temporada 2018" não tem sido fácil para ninguém. Enquanto isso, o coletivo, essa palavra tão linda que é a soma de todos nós, brasileiros, sul-americanos, terráqueos, vai sumindo no horizonte. Sem dúvida, o grande desafio desses tempos será a capacidade de pensarmos juntos, encontrando mais similaridades que diferenças, de maneira mais amorosas, visando um bem maior, antes que a gente retroceda a episódios que parecem repetidos.
Aline Maccari

*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

* Os posts são publicados no blog "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

Crédito: Foto de banco de imagens. É ou não é um charme esse dog!? E no meio desse caos dá sim vontade de ficar babando na frente do NetFRIX! Mas a gente não pode galera! Agora não! Temos muito trabalho pea frente!
#aastróloga #astróloga #astrologia #storyteller  #xamã #mitologia #psicologia #mito #astros #xamã #signos  #autoconhecimento #brasília  #plutãoemcapricórnio #uranoemáries #revoluções #coletivo #movimentossociais #interseccionalidade #feminismo #primaveraárabe #siria #crise #eleições2018 #presidenciáveis #caos #desordem #briga #empatia #cachorro #sériesdetv #séries #episódio #guerra #diferença #brexit #migrantes #migração #migrante #meioambiente 

Nenhum comentário :

Postar um comentário