sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Afinal, somos todas mulheres

No céu do mês libriano, signo regido pela Vênus, os temas do feminino vêm com força total. E isso é simplesmente inevitável. Seria difícil orquestrar qualquer movimento coletivo se algumas ideias e sensações já não estivessem no meio de nós, há algum tempo, em nossos inconscientes, prontas para eclodirem no seu tempo. Em mais um momento incrível dessa terceira onda feminista, lutando por direitos, respeito e dignidade, assistimos episódios em vários lugares do mundo.
Nos Estados Unidos vemos denúncias contra Brett Kavanaugh, por abuso sexual, juiz indicado por Donald Trump para compôr a Suprema Côrte. Acusado por algumas mulheres, ele nega tudo de pé junto, em meio soluços e tom nervoso. Trump, sustenta o caráter ilibado do "indicado", mas como acreditar num presidente que puxa as moças pela "pussy" e paga garotas de programa com verba de campanha? Na América essa tem sido "A Notícia" dos últimos dias, e vem sendo algo amplamente comentado inclusive por causa do movimento "#MeToo", que veio para ficar.
No Brasil está previsto para amanhã um movimento coletivo sem precedentes, que tomará todo o país de mulheres (e muitos de seus companheiros) em manifestação. Segundo a mídia, serão 78 cidades envolvidas, em todo o Brasil, havendo movimentação também em 10 países no mundo. E de certa forma os motivos não são diferentes. Neste sábado, às 10:26h da manhã, a Lua entra em Gêmeos, signo regido por Mercúrio, deus da comunicação, e o que não faltarão serão notícias e repercussões a respeito. A coisa promete ser e-n-o-r-m-e!
Entre esses dias, a Vênus (feminino) mantém-se em aspecto desafiador com Marte (masculino), o que mostra mais uma vez que esse "yin e yang" anda azedo e que a coisa pode ficar mais difícil do que pensamos. Ainda mais tenso que isso, com o Sol em quadratura com Saturno (em Capricórnio - o sistema), a sabedoria aconselharia cuidado, pois a repressão está no meio de nós. Que estejamos todAs e todAs, muito sãs. E que nos demos conta de que nossa luta venusiana foi tão suada que não há estupidez momentânea, de qualquer uma das partes, que deveria nos desunir. Sororidade é a palavra!
Aline Maccari


*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

* Os posts são publicados no blog "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

Crédito: A arte com Monalisa, Uma Thurman em Pulp Fiction e Afrodite são de Shusaku Takaoka. Acho o máximo essas colagens pops pós-modernas misturando alhos com bugalhos. 
#alinemaccari #aastróloga #astróloga #astrologia #astral #storyteller #xamã #mitologia #psicologia #mito #astros #xamã #signos #autoconhecimento #brasília #feminismo #feminista #sororidade #elenão #manifestação #29desetembro #29/09 #manif #yinyang #interseccionalidade #gaslighting #machismo #fascismo #ditadura #mobilização #ondafeminista #metoo #movimentossociais 

Nenhum comentário :

Postar um comentário