terça-feira, 25 de setembro de 2018

Amor, liberdade e responsabilidade

De um lado Sol e Mercúrio em Libra, do outro Lua em Áries. A emoção no signo que trata do EU se opõe à razão do signo que representa o NÓS. E então? Como trazer isso para os relacionamentos? Algumas linhas de pensamento, de uns tempos para cá, tem pregado que o OUTRO não é responsável por nós. Que precisamos nos despir de qualquer expectativa e que devemos nós mesmos seguir nossos caminhos dentro da relação.
Ora, se na psicanálise o OUTRO é fundamental na construção da nossa própria imagem e individualidade, como podemos relativizar o OUTRO em nossas vidas? Se sou belo, inteligente, agradável, divertido, feio, enfadonho, alto, baixo, esquisito, não sei disso tudo por mim, sei disso pelo outro inicialmente. O outro não é responsável por minhas perspectivas sobre mim mesmo, mas ele é um parâmetro. O outro é e sempre será um espelho. A questão é que quando estamos dentro de um relacionamento amoroso e tiramos do outro a responsabilidade que ele têm conosco, entramos numa bolha tão frágil e cheia de mágoas que ficamos desesperados por um naco de atenção. Pois se ele foi tão importante na construção do nosso EU, como pode se tornar tão desimportante na vida adulta, no romance? E quanto mais o outro se distancia de nós, mais o queremos por perto. Ora, isso é um dilema absolutamente confuso. Nossos desejos mais íntimos não estão dialogando com esse estilo "desapegadão" de viver a dois. Por um lado, não podemos de maneira alguma terceirizar nossas vidas e deixar a responsabilidade de nossa felicidade nas mãos dos outros. Precisamos estar sobre nossos próprios pés. Mas, nos despir de toda e qualquer expectativa e tirar toda a responsabilidade do outro na vida a dois é um dos primeiros mecanismos para desmantelar uma relação. As pessoas ainda são responsáveis pelo o que sentem, pelo o que dizem, pelo o que acordam, pelo o que fazem ou deixam de fazer. Se o trato é X é preciso que isso seja combinado e respeitado. A frase do escritor de O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint- Exupéry, "és eternamente responsáveis por aquele que cativas" soa como um verdadeiro cativeiro. Mas, ir para o outro extremo da balança e do desapego é algo que não existe. Os outros têm sim responsabilidades conosco. Eles são sim imprescindíveis em nossas vidas, principalmente quando os escolhemos para estar ao nosso lado. E eles precisam saber disso, para que não sejam orientados por nós mesmos a serem displicentes ou negligentes conosco. Que cada casal encontro seu tom de liberdade, mas também de responsabilidade. Do contrário, construiremos muito pouco a dois. E depois de alguns anos de relacionamento poderemos ter a triste sensação de que vivemos ao lado de um estranho(a).
Aline Maccari

*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

* Os posts são publicados no blog "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

Crédito: A foto é de banco de imagens. E o casal poderia muito bem não ser hétero ou poderia ainda mostrar uma cena poliamor. De toda maneira liberdade e responsabilidade são temas a serem revistos, independentemente de nossas preferências ou inclinações.
#aastróloga #astróloga #astrologia #storyteller  #xamã #mitologia #psicologia #mito #astros #xamã #signos #autoconhecimento #brasília #escolhas #liberdade #amor #relacionamento #desapego #discutindoarelação #responsabilidadeamorosa #responsabilidadenoamor #compromisso #cuidado #zêlo #carinho #empatia #freud #saindexupery #casal

Nenhum comentário :

Postar um comentário