quarta-feira, 25 de maio de 2022

Diário da Astróloga: 25.05.22 | Áries! Áries! Áries! No céu desta quarta e quinta-feira um Stellium, aglomerado planetário, se faz no 1º signo da roda zodiacal. Lá em cima, Lua, Vênus, Marte, Quíron e Júpiter estarão no signo do guerreiro, sinalizando que todas as temáticas de Áries serão as mais importantes pelos próximos dias. 

O que deixa a vida de pessoas com aspectos em Áries, ainda mais "enfática". 

Para Carl Jung, uma das questões mais delicadas em se tratando de saúde mental é a UNILATERALIDADE, quando nos identificamos com apenas uma faceta da nossa personalidade, sem levar em conta as demais instâncias que poderiam nos ajudar a encontrar pontos de equilíbrio

E em dias como esses, só temos olhos, ouvidos, palavras e atitudes para tudo que orbite ao redor do arquétipo ariano. E isso pode não ser muito saudável. 
Por um lado, pode ser excelente para nos tirar de qualquer estado de torpor, para colocar a vida pra andar, nos trazendo fôlego, coragem, velocidade e atitude, se traduzindo em novos começos e oportunidades. 
Entretanto, por outro, nos deixa tremendamente nervosos, ansiosos e violentos. Se ontem, o Procurar Geral da República, Augusto Aras, levantou da cadeira durante uma sessão para resolver uma questão cara a cara, hoje ele poderia dar uma voadora e finalizar com uma chave de braço. Então... há dias e dias!

ÉTICA E MORAL
Tanto para Jung quanto para os pós junguianos, a questão da ética é fundamental para se viver uma vida em equilíbrio, seja psicológico ou social. 
Embora os deuses antigos não possuíssem moral, nós a temos por que a desenvolvemos. E se não for por esse caminho, de escolhas entre comportamentos próprios e impróprios, destruiremos uns aos outros, e eu diria que de maneira ainda mais rápida em dias de Stellium em Áries. Ou seja, nossas escolhas, nosso caminho espiritual e nossa vocação moldam o nosso viver, dia após dia.

Embora tenhamos um destino, com forças que se colocam sobre nós de maneira acachapante, a maneira como vamos viver essas experiências, a depender da nossa moral e princípios, fará toda a diferença ao final do dia, dos meses e dos anos. E mais, se a moralidade de um contamina positivamente os outros, tanto melhor vamos viver. 

Atualmente tenho lido CIVILIZAÇÃO EM TRANSIÇÃO: PRESENTE E FUTURO, das obras completas de Carl Jung e neste pequeno livro cheio de trechos incríveis, encontrei um que pode ser um farol, para dias como esses e para além deles:

"A transformação espiritual da humanidade ocorre de maneira vagarosa e imperceptível, através de passos mínimos no decorrer de milênios, e não é acelerada ou retardada por nenhum tipo de processo racional de reflexão e, muito menos efetivada numa mesma geração. Todavia, o que está a nosso alcance é a transformação dos indivíduos singulares, os quais dispõem da possibilidade de INFLUENCIAR outros indivíduos igualmente sensatos de seu meio mais próximo, e às vezes, do meio mais distante. Não me refiro aqui a uma persuasão ou pregação, mas apenas ao fato da experiência de que aquele que alcançou uma compreensão de suas próprias ações e, desse modo, teve acesso ao inconsciente, exerce, mesmo sem querer, uma influência sobre o seu meio. O aprofundamento e ampliação da consciência produz os efeitos que os primitivos chamam de MANA. O mana é uma influência involuntária sobre o inconsciente dos outros, uma espécie de prestígio inconsciente, e seu efeito dura enquanto não for perturbado pela intenção consciente."

Num trecho mais a frente, Jung completa:

"Essa preocupação do nosso tempo, que não foi conscientemente escolhida por nós, constitui a expressão do homem inconsciente em sua transformação interior. As gerações futuras deverão prestar contas dessa modificação e de suas graves consequências, caso a humanidade queira se salvar da autodestruição ameaçadora de seu poder, técnica e ciência." 

ENFIM...
Que sejamos capazes de influenciar o mundo, a partir do melhor que há em nós. E como numa onda, que começa de maneira individual, possamos promover das menores até as maiores transformações positivas de que tanto precisamos. 

*A foto que ilustra o texto de hoje é de dois guerreiros maoris, da Nova Zelândia, se cumprimentando com tipicamente se faz no país. Na cultura do povo da região da Polinésia e Oceania, ainda acredita-se em MANA, uma força sobrenatural poderosa que atravessa pessoas e objetos, capaz de transmitir energia ou magia. Para o que os primitivos era mágico, para Jung é inconsciente. Que a foto de hoje, nesta bela troca de MANAS, nos inspire ao melhor em "dias de guerra".

Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana



Diário da Astróloga 25.05.22: Nestes dias (24 e 25.05) viveremos um Stellium em Áries, ou seja, um aglomerado planetário no signo, nos fazendo enfrentar situações super arianas. E isso pode ser luminoso ou sombrio. Depende de como encaramos esse impulso. No vídeo de hoje leio um trecho da obra de Carl Jung que pode nos trazer uma luz sobre como proceder em dias como esses.... e tantos outros. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa 


CRÉDITOS / CREDITS: Imagem de guerreiros maoris no HONGI, cumprimento tradicional da Nova Zelândia. Foto de Ida Larrson
#AlineMaccari #Astrologia #Astróloga #Astrology #Astrologer #NatalChart #MapaAstral #Signo #Zodíaco #Mitologia #Psicologia #CarlJung #Autoconhecimento #CéudaSemana #Previsãoastrológica | #GuerranaUcrânia #MarteemÁries #sexualidade #violência #violênciacontramulher #amoresexo #autoritarismo #coragem #militares #maori #moral #ética #mana #autocontrole #ansiedade

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentido, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.




Nenhum comentário :

Postar um comentário