quinta-feira, 18 de outubro de 2018

A Idade Mídia

A primeira vez que ouvi a expressão Idade Mídia foi durante uma palestra, em Brasília, do ex ministro do Supremo Tribunal Federal, o sergipano, escorpiano, Ayres Britto. Mas, não sei se o termo é dele. Várias outras pessoas já o utilizaram, entre elas alguns jornalistas. Sem querer entrar no mérito sobre quem originou o trocadilho, o interessante é perceber o momento propício em que ele aparece. Nunca na história do mundo nossas comunicações foram intermediadas maciçamente por um dispositivo. 
É de fato uma mudança de paradigma relacional e civilizacional. Quem nasceu imerso na Idade Mídia talvez não tenha parâmetros para analisar seus impactos. Como minha geração viveu a metade da vida sem esses brinquedos, confesso que às vezes sinto saudades de quando tudo era mais simples, olho no olho, menos ruidoso.
Com a configuração astral do momento, com tantos planetas em Escorpião, inclusive Mercúrio (o deus da comunicação), formando aspecto tenso com Lua e Marte em Aquário (o signo das massas e da tecnologia) é fundamental pararmos um pouquinho para percebermos o quanto essa "forma de fazer as coisas" tem impactado nossas vidas. A parte negativa é tão sombria quanto a Idade Média, talvez por isso o trocadilho. Especialmente em tempos de eleição, é fundamental estarmos atentos a tudo o que lemos e compartilhamos. Como jornalista e brasiliense, não há como não trabalhar com política vez por outra, ainda que sempre tenha feito isso com o nariz tampado, como quem toma uma jarra de Biotônico Fontoura com alho. Já trabalhei em duas campanhas eleitorais, em 2006 e 2014. "Que suplício!" Mas, nesse pequeno cosmos, amostra grátis do Hades (os submundos infernais), pude aprender muito. E mesmo naquela época já havia um "Departamento de Mentiras". Sim! Geralmente lá ficavam os piadistas da equipe, os mais geniais. Porque mentira boa é algo refinado, não é para amadores.  Em pleno 2018, a máquina das eleições está a todo o vapor e a Fake News está no auge de seu estrelato. A coisa se sofisticou de tal maneira que o "Departamento de Mentiras" das campanhas tornou-se mais bem pago que qualquer outro. E o que vemos é um mar de inverdades nos invadindo de todos os lados. Se estamos nadando num mar de mentiras, no que é que estamos nos pautando para tomarmos nossas decisões? Como denunciado, empresas como a Cambridge Analítica, com a anuência de "Márques Zuckerbrerguis" (nome ante rastreamento), disseminam mentiras com o intuito de avacalhar com as democracias e ganhar MUITO dinheiro. Foi assim nos Estados Unidos e em vários outros países. E como os conteúdos compartilhados são divididos por bolhas de interesses, Joana não vê as mentiras que rolam sobre ela na página do João e João não vê as mentiras que rolam sobre ele na página da Joana. Eis a gênese da polarização, ela é algorítmica! E o que temos é um "cabaré de cegos", como diria o meu pai. Uma realidade que força a cada um de nós fazer um pouco os papéis de jornalista e de detetive, duvidando, questionando e apurando cada informação que chega para nós. Diante dessa sombria Idade Mídia, bom mesmo seria ainda o bom e velho olho no olho.
Buscando pinturas da Idade Média fui atrás de uma das minhas favoritas, O Jardim Das Delícias Terrenas, do holandês e leonino, Hieronymus Bosch. Há quem diga que ele foi o pai medieval do surrealismo. Para mim, me parece um grande crítico de sua época. Um artista tão inteligente que nem a Igreja, a instituição que o patrocinava, reparou nos detalhes de seu conteúdo crítico e ácido. Fico imaginando, numa situação fantasiosa, se me encontrasse com Bosch e lhe contasse: "Bosch, vc viu cara!? Sua "masterpiece" magnífica virou capa de celular!" Acho que ele concordaria que chegamos à Idade Mídia.
Aline Maccari
www.aastrologa.com.br

____________________________

*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  
* Os posts são publicados no site "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

CRÉDITOS: Conheça a arte de Hieronymus Bosch!
#alinemaccari #aastróloga #astrologia #astral #storyteller #xamã #psicologia #mitologia #mito #astros #signos #autoconhecimento #fakenews #hieronymusbosch #boch #surrealismo #idademedia #idademidia #ayresbritto #ministrodosupremo #campanhaeleitora #eleições2018 #ojardimdasdeliciasterrenas #crítica #mentira #falso #falsidade #arte #art 

Nenhum comentário :

Postar um comentário