quarta-feira, 13 de julho de 2022

Lua Cheia: Voltando à infância

Diário da Astróloga: 13.07.22 | "
Numa psicanálise, descobre-se que a vida adulta é sempre menos adulta do que parece: Ela é pilotada por restos e rastros da infância. A frase do psicanalista, Contardo Calligaris, vale para todos os dias, mas serve especialmente como reflexão para a Lua Cheia de hoje. Com o Sol em Câncer e a Lua Cheia em Capricórnio, levamos ao extremo as questões da vida privada, familiar, íntima e que necessariamente nos remetem à infância e ao passado. 

Na vida cotidiana, entre nossas obrigações, estudos e trabalho, temos a certeza de que é a maturidade que guia as nossas emoções e comportamentos. Mas no fundo, é a criança, tendo sido ela a amada ou a ferida, que se manifesta do alto de um salto dez ou empacotada num terno bem cortado. 

É por isso que convido a todos para um dia de reflexões mais profundas acerca de nossos sentimentos, lembranças, sonhos, esperanças e comportamentos. 

Quanto das nossas atitudes não estão impregnadas pelos desejos da criança que um dia fomos? 

Diante disso, não haveria algo no passado que deveria ser repensado ou ressignificado? Imaginando que esta Lua Cheia se faz em Capricórnio, me pergunto quanto inclusive de nossos comportamentos mais absurdos, compulsivos, pervertidos, sombrios e inconscientes não advém dos confusos ou dolorosos anos da infância. Sim, foi culpa do pai! Sim, foi culpa da mãe! Sim, foi culpa do passado e das circunstâncias! Mas hoje, do alto dos nossos "tanto anos", de que outra maneira, agora adultos, podemos olhar para os mesmos problemas e resolvê-los com a sabedoria, a maturidade e até mesmo a amorosidade que este tempo nos exige?

ASTROLOGICAMENTE...
A Lua se fará Cheia hoje, entre as 13h57 e 17h18 (horário de Brasília). Tente localizar no seu Mapa o Sol em Câncer a 21º e a Lua em Capricórnio também a 21º. E lá estará um tema que alcança a sua dramaticidade, envolvendo reflexões e escolhas entre o passado e o presente, a infância e a vida adulta. Na proximidade com Plutão, deus da inconsciência profunda, a 27º, muitos preferirão evitar olhar profundamente para si mesmos. Com Plutão em jogo é difícil perceber certas questões. Noutros momentos sentirão que é melhor evitarmos algumas delas. Assim, podemos ser esquivos. Eis um momento riquíssimo em terapia, onde só um bom profissional terá a capacidade de perceber certas nuances e resgatá-las.

VIDA PESSOAL
Não há mal algum em "voltar a ser criança", de vez em quando. Para quem tem aspectos duros no mapa, como uma Lua mas aspectada, típica de infâncias cheias de desafios, voltar aos sentimentos do passado pode ser algo muito saudável, pois alguns resgates importantes podem ser feitos. Para aqueles que já são naturalmente como um Peter Pan na vida cotidiana, o aspecto astrológico desses dias pode fazê-los preferirem não sair desse estado pueril. O que reforças comportamentos incoerentes com o tempo que vivemos. 

VIDA COLETIVA
No texto de hoje preferi fazer um recorte específico sobre a infância em todos nós. Já estou falando sobre os múltiplos efeitos desta Lua Cheia desde a semana passada. Portanto, caso queiram pesquisar outros temas correlatos, sugiro que acompanhem os demais conteúdos que já foram produzidos. 

Mas, em se tratando da vida coletiva, pública, política ou internacional, comportamentos infantis também não estarão descartados. Quem disse que grandes líderes, empresários, presidentes e premiês não fazem birra? Elon Musk é o exemplo mais óbvio. Uma pergunta possível para grandes figuras de poder ou para simples mortais seria: 
"Quanto você é capaz de investir e lutar para realizar um sonho do passado?
Mas mais que isso eu sugeriria como reflexão: 
"Quanto desse investimento faz sentido no momento presente e na vida adulta?

Que a criança que nos toma a todos especialmente nestes dias, nos ajude a perceber a realidade de maneira mais lúdica, corajosa, amorosa e menos inconsequente. 
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana



Diário da Astróloga 13.07.22: Na Lua Cheia de hoje, resolvi falar sobre a criança que ainda dirige as nossas vidas adultas. Isso é comum, mas em dias como esses isso fica muito mais evidente. O quê esse tipo de comportamento tem a dizer sobre nós? Que tal refletirmos juntos? Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa 

CRÉDITOS / CREDITS: Hoje é dia de birra! Arte de autoria desconhecida até o momento desta publicação. Caso identifique, por favor nos informe para que possamos creditá-la devidamente. The art that illustrates today's text is by an unknown author at the time of this publication. If you identify him/her, please let us know so we can credit him/her properly.
IMPORTANTE: Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que sejam preservadas a sua originalidade, integridade e sentido, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos ou vídeos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.
TAGS: #AlineMaccari #Astrologia #Astróloga #Astrology #Astrologer #NatalChart #MapaAstral #Signo #Zodíaco #Mitologia #Psicologia #CarlJung #Autoconhecimento #CéudaSemana #Previsãoastrológica | #LuaCheia #LuaCheiaemCapricórnio #Plutão #infância #infantil #complexodepeterpan #puer #pueril #criançaferida #abandononainfância #traumasdeinfância #ElonMusk

Nenhum comentário :

Postar um comentário