sexta-feira, 31 de agosto de 2018

De omeletes a mantras


Todos os dias há tantas dinâmicas no Céu quanto na Terra. No entanto, não diferentemente do jornalismo, é preciso fazer um recorte da realidade, escolher dentre inúmeras informações aquela que parece ser a mais importante. A diferença é que o jornalismo às vezes se esmera em dar notícias "ruins", prezando pela violência, o sexual e o bizarro.
Um tripé temático, pra lá de manjado, que sustenta os instintos básicos de consumo noticioso da população, afirmariam os teóricos da comunicação e endossariam os grandes empresários do setor. Tudo para segurar as audiências e os lucros. Esses conteúdos ocupam o nosso dia a dia sem a gente nem perceber. E quando nos damos conta nossa avó, que está começando a se esquecer das coisas, passa horas na frente da TV assistindo a programas policiais, daqueles que espirram sangue pela tela. Não é por acaso que ela vive mandando para o seu zap aquelas mensagens para você tomar cuidado com assaltos e sequestros. É por que a rotina de consumo de conteúdo dela se tornou isso. E não só com os velhinhos! Quanto tempo nós passamos babando nas redes sociais consumindo e sendo consumidos? Precisamos ter CRITÉRIO DE ESCOLHA e o signo de Virgem é mestre nisso!
Em dias como os de hoje, com tantos planetas envolvidos de forma positiva em signos de Terra, o chamado é para que aproveitemos o momento para colocarmos a nossa rotina em ordem, para que façamos uma faxina geral. Essa é uma oportunidade para observarmos tudo o que consumimos, de alimento a música, de remédios a programas de TV, para que nosso corpo e alma se livrem de tudo o que nos intoxica. Há muitos anos uma passagem de um livro do Dalai Lama me chamou muito a atenção. Ele dizia que se somos o que pensamos, somos tudo que passa pela nossa mente. Por isso é preciso ter muita responsabilidade com o que falamos e escutamos (ainda mais com Mercúrio em quadratura com Júpiter). Ele dizia que tudo o que lembramos nos remete novamente e novamente às mesmas sensações do fato ocorrido. Por isso é tão ruim ficar remoendo o passado ou assistindo alguns programas de TV. Pois toda aquela carga emocional é revivida dentro do sujeito. Desde então, percebi a imensa responsabilidade que tinha com o que eu reportava, pois estaria criando realidades que podem ser nocivas para as pessoas. E quando isso se espalha em nível coletivo fomentamos a criação de uma sociedade inteira de pessoas alienadas, medrosas e agressivas.
Dias como esses são bons para faxinas externas e internas. E que a gente consiga introjetar o que nos faz bem, de omeletes a mantras.
Aline Maccari

*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

* Os posts são publicados no blog "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

#aastróloga #astrologia #mitologia #psicologia #mito #astros #zodíaco #signos  #autoconhecimento #brasília #brasil #bsb #omelete #mantra #faxina #notícia #news #jornalismo #crítica #organização #dalailama #sensacionalismo #alienação #medo #insegurança #critério #escolha #limpeza #limpezamental #solemvirgem

Nenhum comentário :

Postar um comentário