quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Os exageros de Zeus

Sol em Sagitário e o mês dos exageros e falta de limites. Lua - Urano em Áries incita humores irritáveis e conflituosos. Os hermanos argentinos vivem dias de tango (Lua em Áries) e caos (Sol e Mercúrio em Sagitário em aspecto negativo com Netuno e Quiron)
A luz solar que nos ilumina no céu deste mês passeia por Sagitário e seus raios nos contaminam com uma das qualidades mais marcantes do signo: a falta de limites. O terceiro signo de fogo é regido por Júpiter, mais conhecido na mitologia grega por Zeus. Além de todas as qualidades para ser um grande governante, como sabedoria, generosidade, brios, e flexibilidade ele carregava uma sombra também conhecida daqueles que detém o poder, o descontrole de sua razão em nome de seu orgulho. 
A esposa Hera ficava enlouquecida com os desmandos do marido e principalmente com suas escapadas eróticas, ferindo os orgulhos da rainha. Na intenção mais positiva possível de povoar o restante do planeta ele copulava com incontáveis donzelas até se encantar, quem diria, por um rapazote chamado Ganímedes, que futuramente veio a se tornar o barista das festas de arromba que ele sempre promovia.
Aspectos difíceis com Sagitário nos faz pensar que podemos fazer tudo, sem limites.
Dessa esbórnia nasceram incontáveis descendentes, multiplicando herdeiros, famílias e histórias. Em mês sagitariano vemos inúmeras situações onde o exagero e a falta de limites podem marcar os dias, estampadas nos noticiários, até o nosso comportamento íntimo e pessoal. Na nossa querida vizinha Argentina hoje é dia do tango. Não é a data nacional do país, mas sem dúvida poderia ser a data de aniversário dos hermanos. Afinal, se tem algo que marca a personalidade argentina é o excesso de talento, principalmente nos gramados, a grandeza e os exageros. No céu de hoje a Lua em Áries, motivada por humores explosivos, irritáveis e inconstantes, descreve de forma ainda mais complexa a personalidade deles. Se há um esporte favorito e nacional maior que o futebol esse se chama bate boca. 
No mês do centauro podemos perder o controle das situações.
Todos tem a razão e ninguém baixa a guarda numa discussão que pode acontecer dentro de casa, na rua, no banco ou num charmoso café. A conversa dos argentinos está sempre um tom acima. Muito provavelmente o dia do tango é uma celebração maior, que abraçou o gênero como um todo, afinal hoje é aniversário do sagitariano Carlos Gardel, a figura mais proeminente no tango, para muitos o pai do estilo. Há mais de uma semana, em pleno mês dos exageros, um episódio sem precedentes tem tomado os jornais e as ruas, do país. Os policiais decidiram fazer greve por melhores salários e paralizaram seus serviços.
Em dia de Lua em Áries, signo de fogo, precisamos de calma e muita água para refrescar os ânimos.
 A atitude da classe foi o estímulo para que alguns irresponsáveis infringissem as leis e saqueassem a cidade sem piedade. As cenas são assustadoras. Podemos avistar pais de família invadindo lojas e carregando eletro domésticos. O governo percebe o tamanho do estrago. Há quem diga que o episódio tomou proporções escandalosas devida à disputa de poder entre o governo e grupos midiáticos. Em meio a tentativas de conter os avanços dos saques os confrontos entre donos de lojas e a população em geral já resultaram em 10 mortes e dezenas de feridos, segundo a imprensa argentina. O que Carlos Gardel, o tango, a Argentina e parte da população têm em comum?
Hoje é dia do tango na Argentina e aniversário do sagitáriano e inspirado Carlos Gardel

Um aspecto sagitariano muito mal posicionado com Netuno e Quíron já há alguns dias. No céu de hoje Mercúrio, o deus do pensar, também está em Sagitário e forma aspecto desafiador com outros planetas. De forma que os argentinos não se darão conta do estrago que estão promovendo, nem o governo, nem a população, nem a polícia. Gardel e o tango mereciam uma celebração à altura. Mas, infelizmente, Sagitário não possui  auto-controle. Somente Saturno, o deus complementar a Júpiter, o da castração com sua foice, é capaz de impor ordem ao caos. Aliás, ele é neto do Caos. Pelos próximos dias a falta de limites em qualquer canto do mundo, do bolso, da mente ou do coração poderão ser percebidos. A questão será controlá-los. Em dias de fogo (Lua em Áries) é difícil acalmar as chamas. E a trilha sonora não poderia ser outra senão esse hino de passionalidade chamado "Por Una Cabeza".
Aline Maccari

*Os posts são publicados diariamente no site da Astróloga e no Facebook. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: A Astróloga.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário