quinta-feira, 8 de abril de 2021

Vênus versus Plutão

Diário da Astróloga: 08.04.21 | A obra "O Rapto de Perséfone" nos rouba o fôlego, por sua rara beleza. A escultura, de Gian Lorenzo Bernini (1598-1680), um dos maiores artistas do século XVII, é uma das mais incríveis obras já concebidas em mármore.  Suas formas, curvas, detalhes e dramaticidade fazem nossos olhos passearem pelos corpos de Perséfone e Plutão, o feminino e o masculino, nos fazendo até mesmo não saber sobre o quê de fato estamos vendo. Até hoje foi o patriarcado que nomeou o mundo. E quando necessário, todos os eufemismos foram colocados em prática, para atenuar a verdade das coisas. Digo isso porque quando estamos diante desta obra nos esquecemos que estamos de fato diante de uma das cenas de violência mais famosas da mitologia. De modo que a obra, nestes tempos pós modernos, deveria ser renomeada de "O Abuso de Perséfone" ou mesmo "O Estupro de Perséfone". Na história, Core, filha de Deméter, a deusa da agricultura, é sequestrada por Plutão que a leva à força para o reino de Hades, para ser sua esposa, sem o consentimento de nenhuma das duas, mãe ou filha. E então Core se torna Perséfone, rainha dos infernos, após ser possuída por Plutão. 

No céu de hoje inicia-se mais um aspecto tenso, desta vez envolvendo o feminino. Por isso me lembrei da escultura de Bernini. No macro e portanto no microcosmo, a Vênus em Áries formará um aspecto tenso com Plutão em Capricórnio de 09.04 a 14.04. Isso pode significar muitas coisas. A começar pelos relacionamentos amorosos que podem sofrer diante de investidas abusivas, sem que o feminino tenha forças físicas ou psicológicas para perceber ou lutar contra isso. Assim como um termo suprimido nos impede de ver a realidade, como no exemplo da escultura, com Plutão em jogo várias questões sutis são também ocultadas e o feminino se torna vítima sem perceber. De modo que nos relacionamentos, podemos nos ver diante de situações que pareçam afeto, mas na verdade são uma tremenda arapuca.
Assim, da mesma maneira que devemos estar de olhos bem abertos quanto aos subterfúgios sombrios de Plutão nas relações, também deveríamos fazê-lo diante da economia e das finanças, uma vez que a Vênus versa também sobre recursos. Pelos próximos dias, negócios obscuros poderão ser feitos bem diante de nós. Poderemos imaginá-los muito apropriado, corretos, cheios de boas intenções e quando menos esperamos, nos damos conta do quanto fomos abusados. 

Atualmente no Brasil discute-se algo que só se faz aqui: a compra e venda de vacinas contra Covid-19 por empresas privadas. Em nenhum outro lugar deste planeta esta hipótese foi levantada. É mesmo uma jabuticaba! Esta investida, pode parecer num primeiro momento um empenho de muitas forças para acelerar o processo de vacinação no país. E sem vacina, a nossa trágica situação só se agrava. Mas, é preciso ter certa frieza quanto à medida e certo distanciamento para apreciá-la da mesma forma que se aprecia uma obra de arte. É somente olhando-a por todos os ângulos que saberemos do que se trata. Pois tal decisão pode inviabilizar ou atrasar a vacinação da população como um todo, especialmente das pessoas mais vulneráveis que dependem do SUS. E então poderemos ter uma parcela da população privilegiada, em detrimento de outra, sendo aniquilada aos poucos. Estamos diante de uma questão sanitária, emergencial, legal, política e empresarial, mas acima de tudo diante de uma questão moral, humana e civilizacional. Na mitologia, só Zeus sabe o que se passa no reino de Hades (os infernos) entre Plutão e Perséfone. Precisamos ir a fundo sobre determinadas questões pessoais e coletivas, amorosas e econômicas nestes dias, para percebermos o seu real teor. Não subjuguemos a capacidade de Plutão de ludibriar. Na obra de Bernini, Plutão abusa da forma mais bela que se possa imaginar.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
CRÉDITOS: O Rapto de Proserpina ou O Rapto de Perséfone de Gian Lorenzo Bernini (1598-1680)


Diário da Astróloga: 08.04.21 | Vênus em Áries em aspecto tenso com Plutão, de 09.04 a 14.04 nos fala de situações abusivas no amor e nos negócios. Estejamos atentos ao que vemos. Nem tudo o que reluz é ouro. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝ 

CRÉDITOS: A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #céudasemana | #covidbrasil #pandemiabrasil #poder #autoritarismo  #economia #miséria #colapso #vacina #vacinas #proserpina #perséfone #rapto #abuso #estupro #relacionamentoabusivo #engano #relacionamento #crush 

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário