segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

À la Lispector

"Já que sou o jeito é ser." A frase é da escritora sagitariana Clarice Lispector que faria hoje 98 anos se estivesse entre nós. Mas, quem disse que ela não está? Alguns centauros são de fato inesquecíveis. E ela é um desses. A visceralidade poética de sua obra atravessa o tempo e nos toca profundamente. Sua forma de desafiar a vida e mostrar seus sentimentos, sem subterfúgios nos dá coragem para fazermos o mesmo.
Ela aponta em si a ferida do centauro que nunca cicatriza, como na história da mitologia de Quíron. Jung diz que nascemos e morremos por nossos mitos pessoais. Ah! Se transformássemos em arte os desafios da vida! O mundo seria mais bonito! No céu, a Lua nos últimos graus de Capricórnio, próxima a Plutão, ainda fala de dificuldades entre o profissional, o familiar, a vida pública, a vida privada e como isso transparece de todas as maneiras. E assim foi a obra de Clarice. Suas dores privadas de centauro flechado, seu coração pulsante, suas dúvidas existenciais e desafios pessoais reverberaram poeticamente de maneira a leitores de todo o mundo sentirem em si não apenas as dores da autora, mas as suas, às vezes escondidas ou ainda sem nomes. Na minha adolescência, quando uma mágoa não tinha forma, cor, nome ou explicação para mim, eu lia Clarice e ela a nomeava, apontava, transformava em poesia e curava. A cura, palavra que é do repertório sagitariano, seja ela física, mental ou espiritual é uma necessidade evidente. Os sagitarianos irão tentar curar em si e nos outros as dores da vida. Quando Clarice diz "já que sou o jeito é ser", ela não nos dá outra saída senão sermos nós mesmos. E se não será essa a cura para tantos males? Não há como mentir, somos de fato o que somos. É pior inventar máscaras, enganar-se, magoar aos outros e a si mesmo! Ser o que se é de fato, assumir a própria identidade e o que dela acarreta, suas dores e delícias, é abraçar a própria vida com coragem. E no destemido terceiro signo de fogo coragem não falta. 
A semana começa com a Lua Nova sugerindo que ainda temos tempo para plantar algo novo, uma sementinha que irá desabrochar pelo próximo mês. Aliás, será a última semeadura do ano. Sonhos, projetos, amores, ideias, viagens... há tanto o que plantar! Em Sagitário é incrível como nossas mentes se expandem e conseguimos enxergar tão além. A posição da Lua com Plutão nesta segunda sugere medo e receio. Mas não há o que temer diante da verdade dos fatos. A vida é o que é! Eu sou o que sou! Você é o que é! Se aposse de si e siga em frente. "Já que sou o jeito é ser"!
Aline Maccaari
__________________
*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  
* Os posts são publicados no site "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

CRÉDITOS: A arte é referente a capa de um dos livros de Clarice Lispector
#alinemaccari #aastróloga #astrologia #astral #storyteller #xamã #mitologia #mito #astros #signos #autoconhecimento #jung #sagitário #luanova #sagitário #sagitariano #escritora #escritor #poesia #poema #claricelispector #quíron #centauro #ferida #dor #superação #palavra #curapelapalavra #freud #jung #previsão #lispector #clarice98anos

Nenhum comentário :

Postar um comentário