segunda-feira, 30 de julho de 2018

Ser centro para ser todo

A semana começa agitada, em clima de Lua Cheia, no embalo das experiências vividas sob os efeitos do Eclipse da última sexta-feira. Com a Lua obscurecida pela Terra e o Sol evidenciado em Leão, a mensagem dos céus é que precisamos focar mais em nós mesmos, no nosso brilho pessoal, no que queremos, deixando para segundo plano as opiniões dos outros e dos grupos a nosso respeito, principalmente aquelas que nos distraem do que somos.
No entanto, entre hoje e amanhã, o Sol em Leão (o Eu, a Consciência) e a Lua em Peixes (o TODO, a Inconsciência) me fazem lembrar de um trecho muito apropriado de Joseph Campbell, em O Poder do Mito, onde ele explica o Esquema Pedagógico do Ser. Segundo ele, Platão, afirma que a alma é como um círculo. Por isso ele desenhou uma linha atravessando uma imagem circular, para representar a linha divisória entre o Consciente e o Inconsciente. O centro ou o Self (o si mesmo), foi representado por um ponto, abaixo da linha. Acima da linha estaria o Ego, em forma de um quadrado. Para Campbell e mesmo outros autores, nós nos identificamos psicologicamente com o quadrado e não com o ponto. O esquema mostra o quanto parecemos deslocados. E a vida é uma eterno exercício de aproximação desse centro. A meu ver, por esses dias, Leão, o signo que representa a própria personalidade, não fará essa aproximação do si mesmo se não experimentar um quê de inconsciência, de delicadeza, de sonho, de arte, de intuição, de diluição de si mesmo tão característicos de Peixes. Ou seja, apesar de aparentemente contraditório, por mais que queiramos nos sentir inteiros, vibrantes, sólidos, nós não o faremos se não baixarmos a guarda para ouvirmos nossa voz interior. E o arquétipo pisciano não atrapalha neste caso, muito pelo contrário, ele nos orienta emocionalmente, ele nos liga ao que há de mais sensível em nós, principalmente em bom aspecto com Netuno e Júpiter. Grandes artistas deixam sua marca no mundo a partir dessa linda combinação arquetípica entre sensibilidade e personalidade. Em dias como esses, a melhor forma de sentir-se inteiro é sendo delicado e sensível consigo mesmo.
Aline Maccari

_____________________

Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" é uma ferramenta e tanto, funcionando como uma bússola que nos orienta na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo e descobrir qual a melhor direção a tomar, entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  

* Os posts são publicados diariamente no blog "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe com os amigos sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar a fonte.
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais sobre seu perfil visite o blog www.aastróloga.com.br

#aastrologa #astrologia #astrologa #mitologia #psicologia #arquétipo #inconsciente #mapaastral #jung #signos #planetas #zodíaco #bemestar #autoconhecimento #eclipse #josephcampbell #platão #self #ego #solemleão #luaempeixes  #opoderdomito 

Nenhum comentário :

Postar um comentário