terça-feira, 17 de maio de 2011

My sweet lord não está a venda

Bom dia senhores. Com um acúmulo de planetas em Touro e Lua ainda em Escorpião, signos opostos e complementares, o céu traz a tona um tema relativo ao eixo "matéria versus espiritualidade". Assim nossa reflexão de hoje é sobre como pensamos que bem estar tem haver com sucesso material. Na vida moderna trabalho, carreira e profissão eram muito importantes; representavam status, respeito e seriedade com a família. Na nossa vida pós-moderna pouco importa com o que trabalhemos ou qual sejam os nossos talentos, mas o que somos capazes de consumir e como isso nos define. O ter nunca esteve em posição tão privilegiada. E nunca tantas pessoas puderam ter sucesso material ao mesmo tempo. Os templos religiosos perderam espaço para os shopping centers e até na nossa second life, a internet, gastamos mais tempo com uma novidade, os sites de compra coletivos. Ou seja, não precisamos nem levantar o popo da cadeira. Assim o eixo matéria tornou-se demasiado acentuado em nossa cultura. E a alma sem dinheiro passou a se sentir como uma carteira vazia, sem propósito de vida. Mas como nosso eixo espiritualidade grita do outro lado por equilíbrio esperamos que um raio caia nas nossas cabeças para que então encontremos outro sentido na vida. A questão é que o mundo não acabará em 2012, o que é mais um produto a venda. O chamado espiritual latente e interno que berra dentro de cada um de nós agora é individual e intransferível e tem a ver com o nosso poder de transmutação interior. Uma gravura maneira de Jesus Cristo não pode combinar só com a nossa geladeira! A não ser que você seja uma!
Aline Maccari


My Sweet Lord foi cantada por George Harrison, o integrante mais jovem dos Beattles.

Nenhum comentário :

Postar um comentário