quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Lua Cheia no Eixo Escorpião-Touro e caos econômico

Diário da Astróloga: 29.10.20 | A Lua se mantém ainda hoje em Áries, promovendo desgastes desnecessários. Na sexta-feira ela entra em Touro e no sábado forma a segunda Lua Cheia de Outubro. Esta é uma configuração esperada e temida pois se dá no eixo Escorpião-Touro. Para o final da semana ainda teremos Mercúrio em Libra em mal aspecto com os maléficos em Capricórnio, evidenciando diálogos por vezes impossíveis, onde a intransigência impera. Mas, para além disso, esta Lua Cheia deverá trazer transformações, revelações e evidências das quais não conseguiremos fugir.

HÁ EXATAOS 6 MESES...
Nos textos e vídeos sobre a Lua Cheia em Escorpião, do dia 7 de Maio deste ano, falei sobre o eixo Touro-Escorpião. Na ocasião, as imagens na TV começavam a nos provocar calafrios com as covas nos cemitérios sendo abertas aos milhares. Naquela mesma data, o número de mortos no país era de aproximadamente 10 mil pessoas. E o Brasil acabava de se tornar o novo epicentro do Coronavírus no mundo. Seis meses depois, agora no eixo inverso Escorpião-Touro, estamos próximos de 160 mil mortos e alguns países da Europa acabam de decretar o lockdown novamente, devido à segunda onda do Coronavírus. De modo que seis meses atrás, o problema eram as mortes, tema de Escorpião, fato que ainda desconhecíamos e não sabíamos de que maneira o cenário iria nos impactar. No entanto, agora, na Temporada Escorpiana, com a Lua Cheia em Touro, unida a Urano, a revelação que se esperava, para além das mortes que voltam a crescer, é o buraco econômico em que a grande maioria dos países se meteu e não tem a menor perspectiva de quando sairá. No dia de ontem, já foi possível ver uma queda vertiginosa nas bolsas europeias, com uma desvalorização de 4,25%. Um tombo que no segundo semestre será mais perturbador que no primeiro. 
Como Brasil e EUA estão em campanhas eleitorais, especialistas afirmam que as informações econômicas dos países estão bem guardadas na gaveta até que se saiba dos vitoriosos nas urnas. E que só depois das eleições nós deveremos saber o tamanho dos rombos, os números de empresários que decretaram falência e de trabalhadores que perderam os seus empregos.

No eixo Touro-Escorpião, falamos de morte e vida seis meses atrás. Desta vez o tema persiste e insiste. Mas, para além disso vemos a contradição entre " os nossos valores" e " os valores dos outros", um outro tema importantíssimo em Escorpião-Touro. 

Mesmo antes da formação desta Lua Cheia que se verá no sábado, já conseguimos ver alguns de seus efeitos. Mas precisamente para a sexta e o dia do fenômeno, em 31 de outubro, dia de Halloween, deveremos ver mais reviravoltas financeiras, embora as classes dominantes prefiram ocultar tais dados.
Mas, como dizem que dizia Buda, "três coisas não se podem esconder: o Sol, a Lua e a Verdade!" Algumas informações e fatos simplesmente vazam. E para além dos vazamentos de dados sobre a economia, previstos para esta Lua Cheia em Touro, seria interessante nos prepararmos, se é que isso é possível, para o vazamento de outras informações contidas em Escorpião e que geralmente são relacionadas a traição, sexo, manipulação, poder, abuso e a própria morte, embora nem sempre real, mas simbólica. No fundo, estarão em evidência, como já dito, "os meus valores" contra "os valores dos outros". E no meio dessa oposição, perceberemos as relações de poder que dessacralizam a vida. Em se tratando de valores simbólicos também estamos no meio de um conflito cultural. Países muçulmanos estão furiosos com os franceses e vice e versa. Um se sente afrontado nos seus princípios religiosos e o outro em suas liberdades individuais. 
Pois que a frase de Carl Jung nos ofereça alguma luz: "Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro". Nas ocasiões em que o amor não imperar, que estejamos ao menos atentos para perceber a sombra do poder sobre cada um de nós. E se a Lua Cheia da Temporada Escorpiana não servir para nos despertar, não serviu para muito.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
CRÉDITOS:  Foto de banco de imagens - Caos nas Bolsas de Valores



Diário da Astróloga: 29.10.20 | Neste sábado, 31 de Outubro, dia de Halloween, viveremos o ápice de uma Lua Cheia em Touro. Seis meses atrás, com a Lua Cheia em Escorpião, vivemos o crescimento desordenado das mortes pela Covid. Nesta Lua Cheia em Touro percebemos a segunda onda da Covid fechando a Europa. Eis uma das lições do eixo Escorpião-Touro: vida e morte. Sempre temos muito o que aprender com os ciclos planetários que desta vez, para além dos números da pandemia, tratam também dos números da economia. E para além da economia, esperamos por reviravoltas políticas, com Urano em jogo. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝

CRÉDITOS:  A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #céudasemana | #escorpião  #mercúrioretrógrado #lockdown #vênusemlibra #relaçõesinternacionais #revolução #eleições #bolsadevalores #economia #mercadofinanceiro #dólar #recessão #depressãoeconômica #depressão #luacheia #luacheiaemtouro #halloween #desemprego #caos #segundaondacovid

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

2 comentários :

  1. Gratidão pelas interpretações! Tenho formação epidemiológica e já venho dizendo há muito tempo que os dados apresentados não são confiáveis por "n" fatores, além de alertar os colegas que insistem em não ver que a dinâmica da doença no Brasil não aponta para um controle e se não há controle, não houve término da primeira onda, e sendo assim, pensar em segunda onda no Brasil é um erro colossal. Com números manipulados pela "politicaria" que impera, pelo desespero econômico da sociedade e pela ignorância que assola a população, aos que compreenderam a gravidade da situação só resta se cuidar e emanar amor ao mundo, aguardando a resolução dos fatos. Para tempos como esse em que estamos inseridos, vale a premissa de Paulo eternizada na primeira carta aos Coríntios: "Tudo posso, porém nem tudo me convém!" Sigamos então...CORAGEM! Parabéns pelo teu lindo trabalho.

    ResponderExcluir