quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Fábio e o eclipse

Os desdobramentos do Eclipse desta segunda-feira podem ser sentidos em nossas vidas cotidianas. O eixo Aquário-Leão, trata das questões do ego coletivo e do ego individual. E o episódio envolvendo Fábio Assunção pode ser um exemplo disso. Com Sol conjunto a Vênus em Leão, o ator foi considerado por muitos anos um dos homens mais bonitos do Brasil e ainda é. Convidado para grandes trabalhos foi aos poucos se tornando um grande ator. E sua explosão midiática foi inevitável. Ser Fábio Assunção não deve ser nada fácil. Homens e mulheres de Vênus sempre chamam muita atenção por que carregam consigo um valor que Platão elevou à máxima potência. A beleza em si amplia outros valores nobres que nos são levados culturalmente à mais alta consideração, ao mesmo tempo em que são cobiçados de uma maneira absolutamente voraz. De forma que a beleza é uma bênção, mas também um karma. Afinal, todos querem um naco para si. Explorado até onde pode, o ator deve ter vivido as delícias e as dores de ser o que é. E a inveja, um dos sentimentos mais infantis e nocivos, muito provavelmente marcou-lhe a vida. Motivos que são públicos e outros tantos que são privados, o levaram ao uso abusivo de substâncias químicas. Também é sabido que o ator teve vários episódios de internação e problemas durante as gravações por questões envolvendo álcool e drogas. Recentemente uma banda de Axé teve a pobreza de espírito de compôr um hit de verão, sobre balada e bebedeira, levando seu nome. A música "Fábio Assunção" estourou nas paradas e se tornou o mais novo meme, no país dos memes. Imagino como deva ter sido cruel para ele e a família saberem disso. Mas, ontem, o ator usou suas redes sociais para falar do assunto. Na postura mais digna e honrada que se pudesse ter, Fábio disse que não é contra a arte, até porque é ator, e que não censura a música, desde que os valores arrecadados com sua reprodução sejam convertidos para centros de tratamentos de dependências químicas, um problema real e que afeta pelo menos 15% da população.
Como o tema é eclipse e vida real, Fábio nos deu uma lição. Ele cedeu à missão aquariana e dividiu com o público sua faceta mais frágil, trazendo luz e consciência coletiva para um tema que é um problema gravíssimo. Ter um dependente químico na família é das situações mais desestruturantes que se possa viver e tem consequências para todos que estão ao redor. Longe de ser uma falta de responsabilidade, o vício é uma compulsão e como tal é incontrolável. Ou seja, o sujeito tem controle sobre a situação apenas até um frágil limiar. Além disso, ele precisa de esclarecimento, cuidados, tratamento e o apoio de toda a sociedade, entre amigos e familiares para sair do fundo do poço. O vício, seja ele qual for é um processo compensatório pela falta de algo na vida que é muito caro ao sujeito. Em se tratando de álcool, há uma estreita relação com um profundo sentimento de integração com a espiritualidade. Jung diria que os vícios são uma tentativa de aproximação com o sentido mais profundo da vida, infelizmente de maneira enviesada. Em latim a palavra álcool é traduzida por "spiritus". Ou seja, o sujeito que busca a bebida está em busca de Deus. 
A manifestação de Fábio nas redes reflete a nobreza de espírito que muito provavelmente o ator sempre teve. É nos momentos de poder ou pressão que percebemos a real vocação das pessoas. No episódio que poderia ter sido de grande constrangimento público, Fábio abriu mão do Leão que há em si, do próprio Ego, para tornar o episódio uma lição para todos, ajudando milhares de pessoas a compreenderem a gravidade dos vícios, da irresponsabilidade com o tema e trazendo o assunto para arena pública, onde deveria ser discutido. Há inúmeros casos de pessoas e famílias inteiras que sofrem com um assunto que geralmente não sai da esfera privada. Trazendo a para o público (Aquário), o ator humaniza o tema e traz a coragem (Leão) de lutar contra a doença. O que mais poderíamos esperar de alguém com Sol e Vênus em Leão? Nada além de um grande coração! Eis a natureza mais profunda da beleza. E o coletivo aquariano se fortalece.
Aline Maccari
__________________
SOBRE A ASTRÓLOGA:
*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  
* Os posts são publicados no site "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

CRÉDITOS: Foto de Fábio Assunção
#alinemaccari #aastróloga #astrologia #storyteller #xamã #mitologia #mito #astros #signos #autoconhecimento #eclipse #eclipselunar #eclipselunartotal #luacheia #luadesangue #indivíduoecoletivo #coletivo #transformação #metamorfose #fabioassunção #fabioassunçao #bebedeira #alcoolismo #adição #vício #aquário #leão #nobreza #coletivo

Nenhum comentário :

Postar um comentário