terça-feira, 22 de dezembro de 2020

O signo de Capricórnio

Diário da Astróloga: 22.12.20 | O verão começou nesta segunda-feira (21) na parte sul do Planeta. Enquanto sentimos o calor do Sol, outro cenário é realidade no Hemisfério Norte. Lá, onde foi pensado o sistema astrológico, tem início a época mais gelada do ano, marcada pela entrada do Sol no signo de Capricórnio e o
 Solstício, inaugurando uma nova estação: o INVERNO!
Capricórnio, o terceiro signo do elemento Terra, tem famas justas e outras injustificadas. Invernal, ele representa a responsabilidade, a seriedade, a maturidade e o compromisso que se deve ter diante dos desafios da natureza e do grupo no período mais desafiador do ano. E se não for ele a conduzir a comunidade nesta ocasião, muitos poderão sucumbir. Assim, Capricórnio pode viver várias privações, parecendo frio, distante e cartesiano. Ele é o sujeito que se tornou adulto antes do tempo porque a natureza e o destino assim o moldaram, como a um velho cacique. 

NA MITOLOGIA
Na astrologia tradicional, Capricórnio tem a regência de Saturno, o deus castrador que dificulta e restringe, aquele que destronou o pai, Urano. Quando assumiu o trono foi rei por muitos e muitos anos, com soberania e firmeza, período de muita fartura, retratada por alguns autores como a Era de Ouro. Entretanto, receoso em perder o trono, como um dia ele fez com o pai, Saturno devorou os próprios filhos.  Foi quando o destino lhe pregou uma peça e ele que derrotou o pai, um dia foi derrotado pelos filhos. Neste momento de fracasso é quando Júpiter (Zeus) assume o Olimpo. É por isso que a relação na vida real entre pai e filho é tão complexa.  O pai geralmente "devora os filhos" ao ensiná-los e o faz até que um dia sejam superados por eles. 

Quem tem aspectos importantes em Capricórnio ou Saturno no mapa natal pode enfrentar fortes desafios com o pai. Capricórnio também representa "o pai" coletivo, como a sociedade, a igreja, a escola e a herança familiar. O período do ano simbolizado por Capricórnio representa a introspecção e também o renascimento espiritual. Para nós, 3.000 anos depois, é um tanto difícil entender como a ambição e o renascimento espiritual podem estar associados. 

Capricórnio representa o domínio das forças do EU sobre o primitivo. Ele é a civilidade, a coerência e a moralidade. Mal interpretado, Capricórnio ganhou fama de rígido, obstinado e ganancioso. Mas, em posição de destaque, ele representa a ordem em detrimento do caos humano, das paixões, dos desejos e dos instintos. Os capricornianos ou pessoas com aspectos importantes no signo como Sol, Ascendente, Lua ou Vênus podem sentir uma profunda solidão ou entender que a vida lhes trouxe desafios intransponíveis. Um estímulo involuntário à busca pelo EU interior. Na intenção de cumprir seu destino solar, Capricórnio sobe ao alto da montanha, como a paciente cabra, em busca do encontro consigo mesmo, do êxito pessoal e profissional que representa tão bem seu lado social. Signo de rigidez, trabalho e obstinação, os Capricornianos podem ser chefes com grande naturalidade. Aspectos mal colocados do signo podem representar problemas com a infância, a família, ao mesmo tempo sinaliza um forte desejo de sucesso na vida profissional e financeira, certamente em busca das estruturas que não encontraram no lar. É o signo dos que só relaxam depois de conquistar. São o signo da moralidade, adorando levantar o dedo e mostrando como se faz, como é, como deveria ser, o correto a se fazer. Mas, dentro de si guardam também a sombra de uma figura tensa, calculista, rígida e gananciosa. Em bom aspecto, denotam um senso estético bastante aguçado, com elegância e estilo. Os mais materialistas sentem necessidade de ostentar. Embora alguns já saibam que a ostentação pela ostentação não lhes trará nada além de um grande vazio. Em momentos de desespero, financeiro ou espiritual, os capricornianos devem se lembrar que moram no "alto da montanha" e que por estarem mais perto do céu, podem contar com a ajuda divina. Com tantas responsabilidades sobre as costas, Capricórnio precisa aprender a confiar em si, nos outros e na vida! Ao mesmo tempo, sem a estrutura, o suporte e a autoridade, não haverá família, grupo ou sociedade que se mantenha de pé.
Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
CRÉDITOS: Foto de autor desconhecido até o momento desta publicação. Se você o identificar por favor nos avise para que possamos creditá-lo.


Diário da Astróloga: 22.12.20 | O Sol entrou em Capricórnio nesta segunda-feira(21). E com o Solstício, inaugura-se uma nova estação. Pelo menos para a astrologia faz todo o sentido, se imaginarmos que estamos iniciando o inverno, ainda que seja um "inverno" simbólico. Neste vídeo falo sobre como podemos começar a compreender as características e desafios deste signo e como podemos atravessar a Temporada Capricorniana até 19.01.21. Aline Maccari Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana
YOUTUBE👉 www.youtube.com/aastrologa  --
O link segue na BIO☝ e nos STORIES ☝   

CRÉDITOS: A Astróloga
#astrologia #astróloga #mapaastral #mitologia #psicologia #arquétipo #carljung #destino #autoconhecimento #céudasemana | #júpiteremaquário #saturnoemaquário #eradeaquário #2021 #previsão2021 #perspectivas2021 #grandemutação #grandeconjunção #solstício #solemcapricórnio #capricórnio #inverno #verão #natal #cacique #chefe #autoridade #signodecapricornio

* Agradecemos o compartilhamento dos conteúdos da "A Astróloga", desde que seja preservada a sua originalidade, integridade e sentindo, sem prejuízo à compreensão do mesmo e mantido o crédito à autora: Aline Maccari @aastrologa. A publicação parcial ou total de textos, vídeos ou fotos sem a creditagem correspondente pode acarretar em crime de plágio, sendo passível de punição. Obrigado àqueles que ajudam a divulgar adequadamente este trabalho.

2 comentários :