quinta-feira, 4 de abril de 2013

O efeito Feliciano

Super Feliciano, cada vez mais popular.
Alguém já tinha ouvido falar dele antes?
No céu desta quinta e sexta-feira paira a Lua em Aquário, aquela que luta por mudanças sociais e pela paz mundial. E quando a rainha dos humores transita pelo mais inteligente dos signos, o último de AR, ela reage, no entanto guardando a diplomacia no bolso, junto a um dispositivo detonador de bombas. Rebeldia, atrevimento, falta de educação, de organização, anarquia e brutalidade deliberada são algumas de suas reações a favor do que seja correto, moral e justo. O que é de admirar. Afinal, tão sábio Aquário poderia expôr todas as suas razões e acabar com qualquer mal entendido em apenas dez minutos de argumentação. Mas, seu jeito excêntrico e comportamento violento fazem cair por terra as provas mais coerentes. E então quem quer colocar ordem no país acaba desastrosamente dando um tiro no próprio pé. Um desses episódios pode ser visto atualmente no caso Feliciano. O bom senso avisou que ele não é o cara para a vaga que ocupa. Definitivamente não! Porque seu pensamento não é laico, porque é homofóbico, está sendo julgado por estelionato, acredita piamente que a Comissão de Direitos Humanos era assombrada pelo demônio, entre várias outras razões. Tudo isso somado à vontade de não largar o osso por nada faz dele, clara e publicamente, um sujeito totalmente desqualificado, mesmo que ninguém tivesse se manifestado contra ele. No entanto as demonstrações públicas de aversão ao deputado tem tomado proporções tão irracionais que a razão tem perdido o fôlego.

Andando pelas ruas de Brasília ontem, próximo à rodoviária ouvi várias pessoas falando a favor de Feliciano. "Chamem Feliciano, só ele pode dar um jeito nessa falta de vergonha". Acreditem! O direito de manifestação contra ele é democrático, legítimo, e à favor também. Mas, a forma como estamos fazendo tem o deixado cada vez maior, mais próximo de um mártir ou um santo, defensor de valores tradicionais como o casamento, o sexo entre homem e mulher, a moral e os bons costumes e mais um monte de ideias que tem seu valor, diante de uma sociedade muito perturbada. E quem diz isso não sou eu, mas várias pessoas que estão  nas ruas evocando o Super Feliciano contra tudo o que perturba a tradição. Precisamos aprender a nos valer de todos os nossos direitos, com a sabedoria de Aquário e tudo o que ele pode fazer por uma sociedade melhor e mais justa. No entanto com a estratégia, a paciência, a astúcia, a engenhosidade, a legalidade e a diplomacia que só Libra pode nos ensinar. Agir inocentemente contra o vilão o torna mais forte.
Aline Maccari


*Os posts são publicados diariamente no site da Astróloga e no Facebook. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: A Astróloga.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário