sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O céu de HOJE: A roda do desejo.

Olá a todos. O Sol em Libra forma parceria com Saturno que representa nosso senso de restrição, dificuldade e moral. E a Lua segue em Touro, passando por Júpiter, planeta da expansão, sucesso e contentamento. Assim o dia traz sensações dúbias, ora de otimismo, ora de pessimismo. Um desconforto gerado pelo que mais tememos na vida: a instabilidade. Num determinado momento podemos pensar que temos nas mãos o nosso próprio emprego. Como se tivéssemos dominado nosso ofício, nossa rotina e nos estabilizado nesse ambiente. E de repente tudo pode estar por um fio. Ou podemos sentir que aquele relacionamento que escorregava por entre os dedos é muito mais forte, cheio de sentimentos reais, tomado de expectativas positivas e planos para o futuro.
Quando Saturno e Júpiter são igualmente fortes num mesmo mapa ou no dia é preciso dosar a vida com igual equilíbrio. Já não seria fácil se fossem apenas esses dois princípios complementares nos contaminando com suas qualidades neste dia cinza. Mas com Vênus e Mercúrio em Escorpião tudo fica um pouco mais difícil. Pois uma das maiores barreiras para a temperança é o desejo. E Escorpião é o desejo em si. Quando ele quer vai em busca e simplesmente odeia ser contrariado, defendendo seu querer com sua arma letal, o veneno, uma pequena dose de maldade. Assim, hoje é um daqueles dias em que as nossas vontades, manias, impulsos passionais e quereres devem ser levados à consciência, antes que o inconsciente tome conta e ponha muito a perder. Em um dia com tantas energias em alta pode acontecer tudo ou nada. Depende dos desejos a que aspirar e do grau de satisfação que adotarmos para conosco e as coisas do mundo. A saciedade está estritamente ligada à felicidade. Quem se satisfaz com nada pode ficar preso no Samsara, ainda que essa eternidade dure 24 horas. A questão é que para alguns, ficar perdido nesta roda é uma diversão.
Aline Maccari
Para a filosofia budista a Roda do Samsara é a metáfora do nosso doloroso processo de encarnar e reencarnar milhares de vezes. Enquanto não houver saciedade não haverá felicidade. Só o desejo sob controle pode evitar a tristeza quando a roda da vida girar.
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário