quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A rebeldia pelo equilíbrio

Olá a todos. O dia segue com Sol em Libra e a Lua em Capricórnio. Mas ela caminhará para o rebelde signo de Aquário durante o dia. Isso quer dizer que a aridez capricorniana, que se manifesta nas questões terrenas, ou seja, econômicas e políticas mundiais, segue para o que verdadeiramente importa: a preocupação com o humano numa grande crise social, evidenciada por Aquário em manifestações de indignação popular pelo mundo. E isso não só nas ruas de Atenas, na Grécia, onde 30 mil empregos públicos podem ser extintos e os salários dos aposentados estão garantidos só até o mês que vem. Mas também em Manhattan, nos Estados Unidos, onde a população protesta contra medidas econômicas, desemprego e a irresponsável ajuda aos bancos americanos em 2008, o ano da crise. No Brasil, as greves também se estendem dos bancos aos Correios. Assim, nesta quarta e quinta, dias de Lua em Aquário, a participação da população nos processos políticos que determinam os novos rumos de suas nações será indispensável. Afinal, os maiores interessados em defender seus direitos são o povo. Quem dera entendêssemos assim, aqui, abaixo da linha do Equador e utilizássemos de nosso legítimo poder enquanto cidadãos para também fazer barulho. Durante esses protestos, com a Lua em Aquário, existe a possibilidade de agressões, prisões e respostas violentas das autoridades. Mas, na mitologia grega, na história de Prometeu que tão bem representa o signo de Aquário, o jovem rapaz consegue irromper as barreiras dos deuses olímpicos para roubar o fogo e trazê-lo à humanidade. Os Deuses que se fartavam com festas à luz do fogo na madrugada, regadas a assados e grelhados, deixavam os humanos em situação animalesca. Assim, a conquista do fogo representa para a humanidade, que vivia na escuridão comendo carne crua, a saída de um estado primitivo para um novo estágio de consciência. A rebeldia tem seu valor à medida que dissemina a igualdade, a fraternidade e, portanto, a liberdade.
Aline Maccari

Protestos nos Estados Unidos e na Grécia.
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário