quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Um dia de sorte

Hoje é dia de Lua em Sagitário. Dia de sorte! E sempre me perguntei: Será o otimismo sagitariano o responsável por tudo dar certo para eles? Ou serão as naturais realizações de seus sonhos que os deixam tão otimistas? Até que me lembrei de um antigo conto chinês. "Na época da construção da muralha da China milhares de pessoas morreram nesse trabalho. E morando na vila mais próxima havia um chinês que possuía somente duas coisas: um filho manco e um cavalo, os quais amava profundamente. Um dia, entretanto, seu cavalo fugiu. Sabendo disso, os moradores da aldeia vieram consolá-lo, lamentando tal infelicidade. O velho respondeu: - Por que vocês acham isso é azar? Dias mais tarde o cavalo voltou trazendo consigo outros seis cavalos, aumentando e muito a riqueza do velho. Todos ficaram admirados e o parabenizaram pelos 7 cavalos. O velho chinês respondeu: - Como sabem que isso é sinônimo de sorte? Os moradores ficaram intrigados e foram embora. No dia seguinte os soldados do imperador vieram à aldeia e levaram todos os jovens para trabalhar na construção da muralha. Os moradores da vila vieram novamente parabenizar o velho, desta vez por não ter perdido o filho.
E como de hábito ele disse: - Como sabem que isso é sorte? Nesse momento os moradores da vila se reuniram e chegaram à conclusão de que o velho era o homem mais sábio de toda a China e foram a sua casa convidá-lo para ser o prefeito da região. O velho indignado respondeu: - Por que acham que seria eu o responsável pela felicidade de vocês? E então ele foi-se embora." O sagitariano é um sujeito tão alheio às emoções inconstantes relativas aos acontecimentos externos e tão focado na própria fé que todos os episódios na vida seguem de forma íntegra, sem deixar que sua paz interior seja abalada. Eles são yogues, bodhisatvas, xamãs, iniciados, intuídos. E também são pessoas muito comuns e risonhas como um palhaço, um feirante ou uma enfermeira. São sábios! Assim, dia de Lua em Sagitário é dia de aprendermos com eles a construirmos uma fortaleza interior que nem vento de sorte, nem vento de azar é capaz de derrubar. Estar bem é um estado de espírito, espírito velho. Daqueles que sempre enxerga a vida fluida, mais observa que interfere na paisagem e ainda agradece. O céu, a felicidade ou o Nirvana são antes de tudo estados de ser e estar da alma.
Aline Maccari

Clique no link para assistir Gil e Bob entoando um mantra moderno de felicidade: Trhee little birds. As fotos são do antropólogo e pai-de-santo Pierre Verger.
*Os posts são publicados diariamente no Blog da Astróloga, no Facebook e no Twitter. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: Aline Maccari.

Nenhum comentário :

Postar um comentário