sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Os desafios do amor duradouro

As dificuldades a dois quando superadas podem fortalecer a relação.
O amor pede tenacidade e dedicação para ser duradouro.
A Lua, rainha dos humores, brinca com nossos estados de espírito. Pelo menos quatro vezes por mês ela se posiciona de tal forma que nos sensibilizamos com ela, ela conosco, sentimos nos reciprocamente atraídos, repelidos, mas sempre contaminados com as qualidades de sua posição, também por signos, casas ou aspectos. A Lua de hoje está em Libra, signo regido pelo planeta Vênus, da beleza, das artes e do amor. Mas forma quadratura com Plutão, o deus da morte e da transmutação e oposição a Urano, das revoluções, o libertário. Assim, falar de amor hoje pode ser um tanto difícil. Porque as paixões estarão mais propensas a reivindicar espaço, ar para não morrerem de asfixia e excitação extra que pode vir de outras bandas para  "apimentar" a relação. E todas as vezes que Lua se posiciona "desfavoravelmente" muitos se questionam se esse casal vai ou não vingar, porque os estímulos externos para que tudo termine são inúmeros. Viver o amor em tempos de Urano em Áries e Saturno em Escorpião é um desafio. Ambição ainda maior e mais difícil com Plutão em Capricórnio desafiando casamentos e longas "instituições" construídas em nome da vida a dois. E falar de fim e recomeço no amor tornou-se algo habitual. Encontrar situações que invadam e atrapalham o relacionamento alheio é algo tão comum quanto a vontade de renovar o amor, mas na maioria das vezes com outro parceiro. "Já chega! Se ficou difícil é porque não é para ser com ele (a)". "Renovar" não seria um eufemismo que substitua o desejo de acabar com a relação. Renovar seria a vontade de ver outro relacionamento nascer no lugar do que existe agora. Mas como paciência é uma qualidade que só existia nos tempos dos nossos avós, por lá é que ficaram os relacionamentos duradouros. Fábio está sempre começando e terminando namoros. Está na busca do amor verdadeiro e ambiciona ser tão feliz quanto seus avós. Dona Fátima é aquariana, Seu Ângelo é libriano, como o Sol e a Lua desta sexta-feira. Ela é a razão, ele a sensibilidade. Uma retrospectiva breve sobre esse contrato de amor mostra a superação de conflitos, doenças, dificuldades financeiras, mas nunca carência de amor. Os casais de antigamente, assim como os avós de Fábio conheciam a palavra tenacidade. Talvez porque a dissolução da instituição (Capricórnio) naqueles tempos fosse algo mais difícil, mas também porque as pedras no caminho de um casal que viveu até em tempos de guerra não parecessem tão grandes quanto as de agora, em tempos de paz. Uma Lua mal aspectada, seja numa sexta-feira ou no mapa de um casal pode representar o fim ou um recomeço. Tudo depende da forma como são estimulados, às vezes pelo meio em que vivem, mas principalmente por eles mesmos. Os astros no céu pedem atenção ao amor. Viver a solidez e a beleza do relação nesses tempos é um desafio daqueles. Mas se ambos conseguirem superar as adversidades e seus desejos individuais em nome de um caminho a dois, as possibilidades de sucesso podem ser grandes. Fátima e Ângelo são um exemplo ainda mais inspirador porque a base dessa relação é a amizade acima de tudo. Os signos de ar, aquário e libra, nos ensinam sobre isso. Eles são alguns dos melhores amigos do zodíaco. Em dia de Sol em Aquário e Lua em Libra é tempo de perceber o quanto construímos nossos laços por meio da amizade e do companheirismo. Sorte de Fábio que aprendeu em casa um dos segredos da felicidade.
Aline Maccari

Tony Bennett e Amy Winehouse cantam Body and Soul.
*Os posts são publicados diariamente no Blog da Astróloga, no Facebook e no Twitter. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: Aline Maccari.

Nenhum comentário :

Postar um comentário