sexta-feira, 9 de março de 2012

Maras, Budas e as provações de uma Lua Cheia

O processo da Lua Cheia em Virgem desta quinta-feira foi tão intenso e catártico que não poderia passar ao dia seguinte sem falar dele. Quando a emoção do nosso planeta se volta de forma concentrada para o segundo signo de Terra, o dia nos abençoam com limpeza, organização, lavação, desintoxicação e até revelação de informações importantíssimas para o prosseguir da caminhada. Ontem em especial, com a Lua Cheia em conjunção com Marte, o Deus da Guerra, o dia foi excepcionalmente agitado, raivoso, nervoso, acelerado. Como quando sonhei que a terra pegou fogo. Trabalho e saúde foram os temas principais, os assuntos da casa de Virgem. Assim, propostas profissionais saíram do papel com a incrível força propulsora do Deus da Ação. O que é uma notícia de bem-aventurança. Doenças foram reveladas sem dó, nem piedade. Os casais brigaram, se desencontraram. As famílias se distanciaram. E quem era menino teve de correr para ficar logo grande e enxergar a vida de um ponto mais alto que lhe conferisse melhor visão e compreensão dos fatos. Aí espichou e amadureceu. Talvez meus olhos estivessem viciados. Como quando procuramos alguém de laranja numa festa e só o que vemos são vestidos da cor da fruta. Mas enfim, vi!
E o eixo Peixes - Virgem que trata de purificação e transcendência beneficiou de forma especial a quem percebeu que o ponto de partida era o próprio EU. Não um EU egoísta, mas um que se aproveitasse de algumas dessas experiências mais dolorosas para virar gente, ser um ser humano melhor. Porque apesar de sempre desejarmos ambientes férteis, às vezes são nos áridos, com dificuldades, amarrações, desafios e falta de recursos que a alma, diferentemente das plantas, encontra promessa de melhor florada. É quando encontramos os capetas (Mara) pelo caminho e ao invés de apedrejá-los nós os agradecemos. No final podemos até dizer que eram todos Budas disfarçados, nos revelando o caminho a partir de provações, ensinando a lotus a nascer da lama. A sexta e o sábado seguem com a Lua em Libra, durante algum tempo ainda em oposição a Mercúrio em Áries e também conjunção com Saturno, nos pedindo calma com as palavras. De resto segue macio.
Aline Maccari

Clique no link para assistir ao trecho do filme O Pequeno Buda, de Bernardo Bertolucci, em que ele se salva das tentações de Mara e alcança o despertar. Um filme que merece ser visto e revisto.
*Os posts são publicados diariamente no Blog da Astróloga, no Facebook e no Twitter. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: Aline Maccari.

3 comentários :

  1. Bela imagem-ilustração do Buda com a luz no meio de toda a agitação "exterior"...

    ResponderExcluir
  2. querida Aline, acompanho seu blog há um certo tempo - mas, talvez pela Lua no meu signo, pela triangulação sublime dos planetas - seu post de hoje me tocou de um modo particular! Obrigada pelas palavras e pela lembrança desse belíssimo filme! Vou já revê-lo! Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Nando e Fabi obrigada pela presença. Um beijo super carinhoso e um ótimo final de semana pra vcs.

    ResponderExcluir