segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Adeus à deusa Hebe

Hebe, a deusa da juventude. 
O penúltimo mês do ano, outubro, começa hoje e não serão poucos os desafios que marcam sua estreia. Nos céus dos últimos dias, ângulos pra lá de tensos promovem discórdia, intolerância e morte. A começar pelo planeta da rebeldia, Urano, que forma oposição ao Sol em Libra. No mês regido pelo planeta Vênus, um período que deveria ser de beleza, amor, passividade, compreensão e amor, quando contraposto ao violento Urano, pode nos cercar de discórdias, em nível diplomático, além de reviravoltas em processos jurídicos (acompanhemos o Mensalão), até se  infiltrar em nossas vidas pessoais, trazendo irritação, distração e uma vontade exacerbada de largar tudo e viver uma vida muito mais liberta, longe das responsabilidades que tanto nos sufocam e limitam.
Além de Urano, Plutão, o deus da morte também se indispõe com o feminino Sol Libriano, noticiando o falecimento de uma de nossas mais célebres, elegantes, divertidas e originais Afrodites, a dama da TV brasileira, Hebe Camargo. Reforçado por outra oposição, a de Netuno, planeta da transcendência espiritual ao próprio planeta Vênus, na constelação de Leão, signo de grandes artistas, astros e estrelas da vida real. Com o planeta Vênus de um lado e Netuno do outro, a intolerância religiosa ocupa as primeiras páginas nos jornais. No Oriente Médio e no norte da África o clima esquenta mais ainda. Em Bangladesh, um templo budista foi gratuitamente incendiado, destruído. Uma disputa sem fim sobre quem melhor explica o mundo e o controla. E como se não bastasse, o céu avisa que outros nós bem atados continuam a nos desafiar. Desde a semana passada o planeta do masculino, Marte, dificulta e muito suas relações com a deusa mulher, Vênus. Uma tensão que pode se manifestar em indisposições com o companheiro ou a companheira, como falta de diálogo ou entendimento, como se as partes quisessem cada uma agir a seu modo, e não em nome da relação, completando a cena com conversas truncadas, irritação e até rupturas. Com esse bang bang acontecendo sobre nossas cabeças o melhor seria ficar bem quietinho e esperar que uma nova configuração se estabeleça, para que saibamos com mais prioridade qual situação resolver primeiro. Afinal, nenhum ser humano normal conseguiria trazer soluções a tantos aspectos diferentes da vida, numa mesma semana. A Lua de hoje sai da constelação de Áries, casa de egocentrismo e ocupa a constelação de Touro, ainda hoje, mais tarde. Um alívio nos humores coletivos, uma nova esperança para a pacificação dos nossos conflitos internos mais imediatos, mas apenas em nível emocional. No entanto, com Mercúrio, planeta da comunicação, formando aspectos positivos com Saturno, a seriedade e Vênus, a harmonia, aconselha que se antes de falarmos, nós pensarmos e articularmos nossos defesas com responsabilidade e delicadeza, podemos tornar os próximos dias menos ríspidos e desastrosos. Tantos desafios não significam necessariamente uma semana de dificuldades, mas de transformações. Em sete dias quase tudo poderá estar muito diferente do que vemos agora. Alimentemos então a paciência, na observação do desenrolar dos próximos capítulos.
Aline Maccari


Hebe foi um dos maiores ícones da TV brasileira. Com ela aprendemos a fazer televisão e a rir das adversidades da vida. Sentirei falta. Eu era "fanzoca" da loira!

*Os posts são publicados diariamente no Blog da Astróloga, no Facebook e no Twitter. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: Aline Maccari.

Nenhum comentário :

Postar um comentário