segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Marte entra em Sagitário: alegria e expansividade

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena" Fernando Pessoa
Na França vivia um aristocrata que se viu tolhido de sua liberdade física, ele vivia numa cadeira de rodas. A condição imposta a ele pela vida se devia a um acidente de parapente, acontecido num passado não muito distante. No entanto a liberdade de pensamento poderia ajudá-lo e muito a subverter essa condição e ele sabia disso, só precisava que alguém percebesse essa diferença e não o tratasse com desprezo ou piedade como fazia sua família. Foi então que contratou um "cuidador" com qualidades muito especiais para desenvolver a função, um emigrante senegalês completamente sem limites e que viria a se tornar os braços, pernas e voz que lhe faltavam. A história da amizade entre esses dois personagens, suas aventuras, descobertas, desbravamentos e diversões é o enredo principal do longa metragem francês de maior bilheteria depois do fenômeno Amelie Polin. O filme chama-se Intocáveis e está em cartaz nos cinemas de todo o mundo atualmente. Marte entrou neste final de semana no signo de Sagitário e é exatamente esse o arquétipo que Omar Sy, o ator francês encarna nas telas. Sagitário é o terceiro signo de fogo e regido pelo planeta Júpiter, também conhecido como Zeus. Quando Marte, o planeta da ação positiva e orientada entra nesta constelação, ele se contamina com as qualidades do signo, se permitindo agir da mesma forma que Zeus. Na mitologia, o Deus do Olimpo é o mais poderoso e expansivo de todos eles. Por isso Sagitário adora festas, celebrações, viagens, ama o conhecimento, a filosofia, as religiões. Ele é a própria expansão do entendimento acerca da vida, o além-horizonte, a flecha para o alto e avante. Sagitário é inquieto, otimista, risonho, independente e por isso sem limites, podendo subverter as regras que na maioria das vezes são vistas por ele como símbolo de restrição cega. Na astrologia é o princípio da dilatação, do desenvolvimento, da amplidão, contrário a Saturno, planeta que restringe, limita e doutrina. E quem completa a dupla perfeita é Olivier Nakache que interpreta o cadeirante. Assim a dupla dinâmica segue em aventuras e risadas, mostrando o quanto Saturno precisa de Júpiter, o quanto precisamos trazer um fôlego de irresponsabilidade e irreverência à vida tão repleta de estruturas, regras e leis. E talvez o filme tenha feito tanto sucesso porque na batalha entre rigidez e a fluidez, a graça segue vitoriosa e é isso que queremos ver na vida real. Assim como gostaríamos tanto de ter um amigo ao nosso lado mostrando que podemos sim nos libertar daquilo que nos aprisiona no dia a dia. Até aproximadamente o dia 16 de novembro Marte continuará na constelação de Sagitário, aquele "conselheiro interior" que tanto queríamos por perto. De forma íntima ele nos fará sentir o quanto o mundo é pequeno e possível, enchendo-nos de otimismo e garra para enfrentar as situações do caminho. Marte em Sagitário também nos traz inspiração, desejos maiores, sublimes, dissolução de preconceitos ou restrições, fazendo-nos prolongar e alcançar o que queremos em quase todos os aspectos da vida. Assim os próximos dias podem trazer crescimento no trabalho, ímpeto de realização, num ambiente profissional que pode se mostrar muito mais agradável a partir da "presença" de Júpiter entre nós. Marte em Sagitário pode ser ainda mulherengo, exagerado, debochado, abusivo e irresponsável, como Omar Sy encena tão brilhantemente em Intocáveis. Um certo desleixo com o que supostamente deveria ser tratado com respeito e seriedade, que nos proporciona um sensação deliciosa de libertação. Os próximos dias podem nos levar a sentir que a vida pode ser muito mais leve e divertida do que estamos acostumados a encarar. Às vezes só precisamos oferecer uma chance a nós mesmos de mandar "algumas" coisas para "outro" lugar.
Aline Maccari

No filme francês Intocáveis Omar Sy (Júpiter) enche a vida de Olivier Nakache (Saturno) de alegria, mostrando o quando a vida pode ser mais leve e ampla do que estamos acostumados a ver. O filme é uma comédia divertidíssima e cativante. Um dos melhores filmes do ano!

A trilha do filme é demais!
*Os posts são publicados diariamente no Blog da Astróloga, no Facebook e no Twitter. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: Aline Maccari.

Nenhum comentário :

Postar um comentário