quinta-feira, 28 de abril de 2011

Crer para ver! Crer para ser!

Bom dia senhores! Para quem vive no piloto automático a Lua minguante e vazia em Peixes de hoje não significaria nada de especial. O dia poderia ser como outro qualquer. Para quem tenta perceber a vida de outras formas e estabelece novas conexões entre situações do dia a dia e os sentimentos pessoais e coletivos mais profundos e cheios de anseios, o dia poderá ser bem diferente. O que se pode ver no dia de hoje não se enxerga com nossa visão viciada, mas com outros aparelhos da alma, próprios para isso. É por meio de uma palavra muito antiga e inúmeras vezes mal empregada que conseguimos esta pequena revolução. É por meio da que percebemos a beleza e a riqueza ao nosso redor. A é a crença inabalável de que algo possa acontecer sem que esse algo tenha ao menos avisado que apareceria. É como se um pequeno milagre acontecesse dentro de nós e então só depois ele se manifestasse externamente, na vida. Esse sentimento de comunhão consigo e com o planeta faz parte do chamado de hoje. Sintonia fina que só acontece quando estamos em estado meditativo, sem pensar no passado, nem no futuro, mas apenas no presente, tentando perceber o que na verdade é fundamental. Um dia simples, mas cheio de significado e que, se seguido ao pé da letra, poderia acabar com a ansiedade do mundo.
Aline Maccari

2 comentários :

  1. Nossa! lendo este post deu vontade instantânea de meditar!
    Muito legal o blog.

    ResponderExcluir