quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Memória de felicidade

Olá a todos. A sexta-feira segue ainda com Lua em Leão até o começo da noite. No entanto sua entrada na fase minguante nos lembra das qualidades introspectivas de Leão e não apenas daquelas vigorosas e espalhafatosas. O dia pedirá concentração, calma, quietude e solitude para viver as facetas de um fogo interno que ilumina a capacidade artística, a criatividade, o encontro consigo mesmo, característico do ego leonino e a coragem de solucionar situações ainda pendentes no mês escorpiano. No sábado e no domingo a Lua transitará pela constelação de Virgem, também nos lançando à introspecção. No entanto, esses momentos interiores serão referentes os temas virginianos e um deles, bastante poderoso e pouco comentado, é a memória. Virgem é regido por Mercúrio, planeta do pensamento, do argumento, da nossa capacidade de armazenar informações, gostos e lembranças. Mas como o Sol ainda está em Escorpião o mês pede que reviremos a vida do avesso em busca do que é verdadeiro em nós. E a Lua virginiana pede que joguemos fora o que não nos é mais necessário guardar em nossa caixinha de recordações. Assim, a configuração do final de semana nos lembra que podemos e precisamos eliminar algumas lembranças não muito agradáveis para dar lugar a novos fatos. Assim, como selecionamos a música que ouvimos ou a comida que saboreamos, também podemos escolher a memória do que queremos vivenciar novamente. Pois se em grande parte do tempo nos remetemos a dois momentos, o passado e o futuro, somos basicamente o que pensamos e sonhamos. Assim, esta Lua nos pede que lembremos do que é bom, construtivo, enriquecedor e edificante. Afinal se somos o que comemos também podemos ser o que remoemos. Quem escolhe por momentos bonitos para se lembrar, cultua a felicidade.
Aline Maccari

A música I remmember traduz bem o tema deste final de semana. Mas se não conseguir assistí-lo no blog por favor acesse o Youtube por meio do link. Obrigada.
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário