quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Sobrevivendo aos ataques do amor

Olá a todos. A entrada da Vênus no signo de Libra trás flores, mas também espinhos. A deusa do amor está em aspecto exato e tenso com dois outros grandes reis, Urano e Plutão, o das rebeliões e o das trevas, respectivamente. Isso significa que até atingir a beleza, a maturidade e a seriedade que um relacionamento pede será preciso muita luta, rebeldia e mudança de padrões. Especialmente em quadratura com Plutão a sensação será de morte de uma forma de amor para o nascimento de outra, melhor, mais consistente, consciente e duradoura. A questão é que nada disso cairá dos céus. Com Saturno também passeando pelo signo de Libra os três reis se completam e forçam o amor a se reinventar com todas as dificuldades e obstáculos inimagináveis. Este processo não será curto. Ele ainda dura um bom tempo, no mínimo até o começo do próximo ano. O que os deuses pedem é que aqui em baixo nos relacionemos de forma menos superficial, mais original, profunda, verdadeira, respeitosa e comprometida. E isso é uma exigência para ambas as partes. Muitos relacionamentos estão terminando este ano. Muitos outros estão passando por dramáticas crises existenciais. Mas o importante é saber que terremotos, furacões e tsunamis são reações naturais fora e dentro de nós. E que servem para reajustar as novas formas criadas pela natureza. Quem souber sobreviver em tempos de crise saberá colher os frutos num futuro breve. Para isso será preciso ter fé e persistência, quem sabe o mapa de um abrigo anti bombas e suprimentos. Mas se você encontrou o amor lute por ele. Hoje a Lua segue de Áries para Touro, pedindo paciência e menos irritação.
Aline Maccari
Leandro e Leonardo cantam Entre Tapas e Beijos, no Canecão, em 1991. Uma jóia rara da música popular de amor. Na ilustração demonstrativa pode ser um caso de vida ou morte ter "tiras que abram facilmente". Saiba escolher o traje apropriado para tempos difíceis.
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário