terça-feira, 27 de setembro de 2011

A perspectiva da coxia

Olá a todos. O que pode acontecer num dia em que Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Saturno encontram-se no signo de Libra!? Tudo ou nada. Quando digo que nada pode acontecer quero dizer que a passividade, a inação e a paciência deste signo tão feminino e receptivo podem fazer das próximas 24h um período de espera e percepção da vida, como um teatro assistido. Quando digo que tudo pode acontecer, quero dizer que tudo pode efetivamente funcionar quando ao invés de agirmos, deixamos agir, pelas mãos de algo ou alguém muito maior que nós. Libra tem qualidades que podem mudar o mundo. Geralmente essas são atribuições óbvias de seu signo oposto, Áries, que tem força, garra, impulso e atitude para ir avante em seus planos práticos. Os arianos aparecem, sempre! Mas Libra, com sua leveza, perspicácia e diplomacia faz o mundo andar pela coxia deixando o palco principal apenas para quem gosta de aparecer. Ser coadjuvante numa determinada empreitada ou trabalhar nos bastidores de uma história pode ser tão ou mais eficaz que sustentar o papel principal. Diplomático, o libriano ou pessoas com aspectos importantes em libra, não são necessariamente aqueles que fazem apenas o meio de campo e trazem harmonia para o ambiente. São aqueles que com uma imensa habilidade e conhecimento das vaidades humanas são capazes de administrar egos e pressionar sem apertar ninguém, conseguindo o que querem sem que os outros percebam que estão sendo direcionados. E não que isso seja manipulação, isso é política e diplomacia. Uma qualidade humana e originalmente bastante cordial que pode promover mudanças substanciais em qualquer área da vida, sem uma gota de sangue desperdiçado ou desgaste emocional. Assim, com tantos planetas em Libra hoje pode acontecer nada ou tudo.
Aline Maccari

Chico Buarque canta Cotidiano. Todos os dias a Vênus (planeta regente de Libra) se levanta e faz tudo sempre igual. Ela é a engrenagem principal da vida de Marte (planeta regente de Áries), o homem que vai para a lida. O que seria dele sem ela?
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário