sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Esta casa é nossa

Olá a todos! O mês virginiano tem colocado os assuntos da Mãe Terra em pauta como há pouco se via. Com a entrada hoje de Mercúrio também no signo de Virgem, faz pensar ainda mais sobre sobre Gaia, como a tratamos e o quanto ela tem reclamado dos maus cuidados sofridos. Desde o dia 23 de agosto, com o começo deste ciclo, já aconteceram furacões, terremotos e agora chuvas e enchentes. Parte dessas reações reflete os ciclos naturais da Terra. Mas o que depende de nós quase nunca é planejado, principalmente no Brasil. No sul do país, milhares de pessoas podem viver novamente um drama perturbador, o de perder tudo o que construíram durante anos de trabalho. Com a Lua em Aquário, que promove situações de forma repentina, em conjunção com o Rei das Águas, Netuno, a possibilidade deste drama ser ainda mais caótico é imensa. Mas a mesma Lua em Aquário nos pede que sejamos solidários e que ajudemos nossos irmãos que sofrem com as irresponsabilidades dos governos. Não é à toa que o Brasil é o país com o maior número de voluntários no mundo. E o Brasil é um país virginiano, já que nossa data de "nascimento" é sete de setembro.
Ou seja, os assuntos ligados à terra, à natureza e as suas transformações são parte de nosso karma coletivo a ser vivido, agora e num futuro breve. No entanto, se nos unirmos tudo pode ser melhorado. A Lua em Aquário fala não só de união e ajuda mútua, mas de inteligência, perspicácia e criatividade na solução dos problemas da sociedade, principalmente em se tratando da elaboração de políticas públicas eficientes e dinâmicas, que possam salvar vidas. Assim hoje é mais um dia de dividir este sentimento do coletivo, para dar amor ao próximo e buscar respostas reais para situações que maltratam o país há tanto tempo.
Aline Maccari

O filme HOME não é novo, mas é uma referência no cinema documentário no sentido de refletir a Terra, suas transformações e principalmente nossa interferência abusiva em seus processos naturais. A Lua em Aquário de hoje exige mudanças substanciais nas políticas de proteção à terra e ao homem.
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário