segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Eduardo Galeano: somos feitos de histórias

Eduardo Galeano, grande escritor uruguaio, nos deixou em abril deste ano. De sua aldeia ele pretendia alcançar toda a humanidade. Certa vez, em entrevista a um jornal, o repórter sugeriu que ele tivesse um olho num microscópio e outro num telescópio. Ele riu! É claro! De fato, Galeano compreendia o mundo de uma forma muito poética (Vênus no Meio do Céu), religiosa (Sol de casa 12, casa de Netuno), ampla e justa (muito provavelmente por causa de seu Ascendente em Libra).
Uma justeza que não parece vir do que geralmente julgamos certo ou errado cá na Terra. Mas, uma justeza espiritual, tão viva num homem com um stelium (um acúmulo de planetas) na casa 12, a casa dos pobres, oprimidos e excluídos; a casa de quem compreende o mundo de uma forma assustadoramente humana. Em mais de quarenta obras ele falou dos pequenos, dos miseráveis, dos negros, das mulheres, dos indígenas e de mais um tanto de coisas que nos "explicariam". Neste vídeo que se segue, em algumas palavras, ele nos permite ver um pouco de sua personalidade, tão analítica, típica de um virginiano, tão ligada ao dia a dia, a vida como ela é, com suas pequenas maravilhas, como a presença e a ausência de seu cão favorito, um grande amigo e companheiro (Virgem a escutar a natureza). Compreender os astros e arquétipos dentro de alguém tão maravilhoso pode ser um deleite para contadores de histórias e adoradores do comportamento humano. Em tempos de tantas bobagens compartilhadas e notícias que mostram um mundo em queda livre, assistir Galeano a falar , contar histórias, apazígua o coração e preenche a alma. Inspiração! Uma excelente semana a todos!

AM



Mapa natal de Eduardo Galeano

*Os posts são publicados no site da Astróloga e no Facebook. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: A Astróloga - www.aastrologa.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário