quinta-feira, 19 de março de 2015

Novo ano astrológico: Sol entra em Áries

Recorte da obra "O Jardim das Delícias Terrenas" de Hieronymus Bosch. O mundo não testa o bem ou o mal, mas o verdadeiro, que pode parecer fazer muito pouco sentido num primeiro momento.
Os próximos dias nos reservam fenômenos que podem ter repercussões importantes em nossas vidas pessoais e bastante marcantes em nível coletivo. Eles têm potencial para promover mudanças bastante evidentes, se mostrando como uma das semanas mais importantes do ano, à partir desta sexta-feira, dia 20 de março. Nesta data seremos coroados com uma Lua Nova em Peixes formando um Eclipse Solar (visível apenas na Europa e no norte da África), dizendo "adeus ano velho" e em seguida celebramos a entrada do Sol no signo de Áries, o Equinócio de Outono (da Primavera no Hemisfério Norte) e a estréia de mais um ano novo astrológico.
Um ciclo chega ao fim e outro vêm tomado de força e de forma tão abrupta que poderemos nos assustar com a mudança dos acontecimentos. Vamos sair da emotiva, inconsciente e sensível vibração pisciana dos últimos dias, para a veloz, violenta e heroica energia ariana; do encantamento da água para o ardor do fogo. Acidentes, conflitos, brigas, guerras, impaciência, explosões, incompreensão, nervosismo, heroísmo, povo x estado, sujeito x vida pública, o que a vida esperava de mim e o que farei afinal. E além disso tudo, o inesperado. E como prevê-lo? Toda essa energia paira sobre o ano regido por Marte, o deus da guerra.
Eu lamento decepcionar aos amantes do esoterismo condescendente, iluminado. Mas não sinto que nos próximos tempos vamos limpar o passado cármico do planeta, tão pouco plasmar o amor em forma de estrela. Podemos não nos afinar com as vibrações mais sutis do universo. Não antevejo tempo de amor e fraternidade ou nova consciência cósmica. Do alto da montanha farejo confusão, falta de clareza, ira, sombra, oposições, antagonismos, contradições e então talvez os últimos momentos de uma profunda desonestidade com nosso mais profundo EU. Lamento se ler isso lhe fez sofrer. Não se engane, faz sofrer a mim também. Amadurecer arde! E o desconforto está a caminho para nos apercebermos da pior forma possível que é preciso mudar, evoluir, virar a página, deixar cair aquela máscara velha, aqueles argumentos fajutos que já não convencem mais ninguém. Vamos chorar, espernear, lamentar, e talvez sentir que nos últimos desdobramentos dessa dramática quadratura entre Urano (em Áries) e Plutão (em Capricórnio), que já dura tanto tempo (2010 a 2016), ainda há tempo para fazer diferente. De qualquer forma todo recomeço é um novo sopro de coragem. Avante!
Aline Maccari


https://www.youtube.com/watch?v=fVv5kGPrqGk

Os aspectos acima citados podem ser mais fortemente sentidos por pessoas cujos planetas pessoais (Sol, Lua, Ascendente) estão no signo de Áries. Para quem já possui uma personalidade marcada pela ação talvez seja momento de respirar fundo antes de tomar decisões precipitadas. Para os mais conhecidamente passivos esse momento traz um plus de energia que pode ajudar e muito a fazer os projetos saírem do papel ou a transformar sonhos em realidade.
A todos um feliz ano novo repleto insights, sentidos, grandes descobertas!!!

*Os posts são publicados diariamente no site da Astróloga, no Facebook e no Instagram. Se você gostou compartilhe sem se esquecer de preservar fotos e vídeos propositalmente relacionados ao conteúdo, além de citar a fonte: A Astróloga.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário