domingo, 20 de janeiro de 2019

Feliz aniversário aos nativos do signo de AQUÁRIO

Jovem moça árabe carrega o cântaro, símbolo do signo de aquário. O sol estará no último signo do elemento ar entre 20 de janeiro a 18 de fevereiro de 2019.
Feliz aniversário aos nativos de Aquário. De 20/jan a 18/fev o Sol estará transitando pelo último signo do elemento ar. Durante este período viveremos um novo ciclo, com novas atenções, desta vez mais compreensivos com os outros, entendendo os anseios do coletivo, em busca de liberdade, autenticidade e verdade. Aquário é o signo do grande mensageiro, do que faz a ponte entre o céu e a Terra, daquele que é muito maior do que si mesmo, mas que também por vezes esquece de si.
É o agitador social, são os direitos humanos, as revoluções, a rebeldia, o inteligente, a criatividade o diferente. Muitas dessas qualidades tem relação com Urano, seu planeta regente. Mas não apenas por causa dele. E é justamente entendendo de onde vem sua mitologia que podemos entender melhor seu chamado, suas vocações, talentos e ambições.



A mitologia que ajuda a explicar o signo de Aquário

Saber qual é o veículo e qual a sua mensagem pode salvar uma vida. Aquário carrega o cântaro com a água, mas não é água como a conhecemos na astrologia. No estudo simbólico da mitologia e mesmo da psicologia arquetípica, a água é sinônimo das emoções. Sonhar com água, dependendo de seu estado, limpa e cristalina, agitada ou lodosa, pode sugerir uma série de sentimentos turbulentos. No entanto, a água que Aquário carrega não é a água dos sentimentos. Não são as águas de Câncer, Escorpião ou Peixes. Esse é o primeiro dos equívocos a respeito deste signo e talvez o maior deles. Mas então, qual o significado das águas do cântaro? Para compreendermos como a mitologia grega assumiu essa simbologia precisamos voltar no tempo e recorrer aos primeiros que tentaram entender o mundo: os egípcios. Naqueles tempos tudo acontecia ao redor do rio Nilo e tudo se dava por causa dele. Em julho, período que corresponde na astrologia ao signo de Leão, o rio começava a encher exatamente na Lua Cheia no signo de Aquário. A data era venerada como o nascimento do rio e por isso o começo de tudo. Assim, para os egípcios antigos, Aquário é o signo que fertiliza todas as coisas e representa o poder espiritual da vida. 
O rei Gilgamesh e o amigo Enkidu são representados em grandes batalhas pela Suméria. O mito da salvação do amigo ferido também se relaciona ao arquétipo de Aquário.
Entre os babilônios o signo de Aquário teve consagrada importância a partir do épico de Gilgamesh, o rei dos reis sumérios e no Livro de Ezequiel em hebraico, composto na Babilônia durante o cativeiro. Na história, narrada à partir dos 4 signos fixos (Touro, Leão, Escorpião e Aquário, os signos fixos), Aquário é o único representado por uma figura humana. Em meio a um combate o rei perdeu seu fiel escudeiro, Enkidu. E em busca de cura, Gilgamesh foi atrás da erva da imortalidade. Na saga ele teria enfrentado touros, leões e atravessado portões vigiados por três homens-escorpião. Em nível simbólico a informação que a lenda do rei sumério nos trás é que devemos dominar primeiro os três signos até chegar a Aquário, conhecido na lenda pelo nome de Utnapishtim. Este havia sido um dia mortal, até ouvir as vozes dos deuses avisando da destruição do mundo. Utnapishtim teria construído um barco e salvo uma espécie de cada animal antes da inundação do mundo. Qualquer semelhança com a história de Noé e sua arca ou o episódio do Dilúvio da Gênesis, não seriam mera coincidência. Como mérito por ter ouvido os planos divinos, Utnapishtim recebeu a vida eterna e levou consigo a erva da imortalidade. No final da saga de Gilgamesh ele teria conquistado a erva da imortalidade e então a teria perdido novamente, como se a humanidade não estivesse preparada ainda para recebê-la.
Na Grécia antiga Aquário assume também o arquétipo de Ganímedes. Encantado pela beleza do jovem troiano, Júpiter (Zeus) o teria levado à força para o Olimpo para ser um serviçal, um "garçom" das festinhas de arromba que ele adorava oferecer. Nos eventos não faltava mel e ambrosia, e o papel do rapaz era justamente derramar sobre os deuses a "bebida da imortalidade". Assim, a Lua Cheia em Aquário, Utnapishtim e Ganímedes tem a mesma função: alimentar o mundo com a substância divina que alimenta a própria vida. Uma substância que só tinha acesso quem conseguia ouvir aos deuses e os servir, como fiéis companheiros, mensageiros, depois traduzida com inteligência, sensibilidade, razão, conhecimento, humildade, inspiração e nos tempos atuais compreendida como a tecnologia, a ciência que cura e torna a vida cada vez mais possível e longeva. Sem tudo isso o mundo certamente ainda estaria adormecido.
Ganímedes oferece néctar e ambrosia aos deuses do Olimpo. Todo o "garçom" sabe dos detalhes mais indiscretos da festa. Mas como bom mensageiro eles os guarda consigo. Aquário transita entre o céu e a terra. Suas  mensagens geralmente levam verdade, inspiração e intuição divina sobre o futuro.

Aquário se identifica ainda com a mitologia de Saturno que foi considerado seu regente antigo até a descoberta de Urano (1781) seu regente atual. E também as histórias de Prometeu, Juno, Pandora e tantos outros arquétipos que possuem qualidades aquarianas em comum. Quem não tem um amigo assim, bom de papo, pronto para ajudar, criativo, meio profeta, reformador social, irreverente e cheio de ideias malucas? Todo o aquariano é um salvador da humanidade, da família e dos amigos. E como o cântaro está voltado para baixo eles vão sempre receber dos deuses e repassar a todos nós bênçãos e informações que só eles têm.

Aline Maccari


Link: https://www.youtube.com/watch?v=PjOn8nwFDMY
Em Indiana Jones e o Santo Graal a água da vida que ressuscita o Dr. Jones (pai) é carregada pelo aquariano Dr. Jones (filho). Infelizmente não encontrei cena em português ou inglês. Teremos de nos contentar com uma dublagem em francês totalmente fora de moda. Enfim... 

__________________
SOBRE A ASTRÓLOGA:
*Assim na Terra como no Céu! A astrologia faz todo o sentido por que microcosmos e macrocosmos tem uma relação íntima entre si. O que acontece entre os astros, repercute simbolicamente em nossas vidas, todos os dias. Essa "psicologia antiga" funciona como uma verdadeira bússola nos orientando na nossa jornada. Para entender melhor a si mesmo entre em contato com A Astróloga pelo e-mail aastrologa@gmail.com  
* Os posts são publicados no site "A Astróloga", no Facebook e no Instagram. Compartilhe preservando frases, fotos e vídeos propositalmente relacionados aos conteúdos, além de citar as fontes. 
* Aline Maccari é jornalista, cronista e astróloga, com pós graduação em psicologia junguiana. Para saber mais visite o blog www.aastróloga.com.br

CRÉDITOS: Foto de autor desconhecido até a publicação deste conteúdo. Mulher com cântaro em frente o palácio Taj Mahal
#alinemaccari #aastróloga #astrologia #storyteller #xamã #mitologia #mito #astros #signos #autoconhecimento #aquário #aquariano #signodeaquario #liberdade #rebeldia #criatividade #urano #ganimedes #gilgamesh #rionilo #tajmahal #cântaro #mulheresdeaquário 

Nenhum comentário :

Postar um comentário