quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Vênus entra em Libra: É tempo de beleza e amor.


A deusa da beleza e do amor, Vênus, volta hoje ao signo de Libra, sua querida morada. Ou melhor, o signo que ela rege. Assim, essa movimentação é válida tanto para aqueles que têm a sua Vênus de nascimento no signo de Libra, quanto para aqueles que se sintonizam com ela em seu movimento de trânsito atual. A partir de hoje o belo será mais belo, porque será mais visto, mais contemplado e mais promovido por meio de tudo o que artístico. Quando a Vênus chega em casa ela arruma seu lar e temos vontade deixar a casa mais linda, perfumada e decorada, geralmente à espera do par que é a própria completude. Quem tem Vênus em Libra busca o equilíbrio pleno, dentro e fora de si. Procura a harmonia entre idéias e atitudes, por isso pode ser escritor, professor e pensador. Enfeita-se e por isso gosta de moda, estilo e é sempre muito charmoso. Na sociedade busca a equanimidade por meio da justiça dos homens e por isso os "venusianos" podem ser advogados, juristas. Quando a Vênus chega em Libra ela fica muito mais sociável, dada a festas, danças, celebrações da vida. No amor é romântica, poética e entregue, muitas vezes renunciando as próprias vontades em nome do outro. Aliás, O OUTRO é uma de suas idéias fixas de adoração constante e diária. O outro é quase uma religião. O estado de paixão pela vida, pelas obras criadas enquanto artista ou pelo parceiro são seu estado mental natural, familiar e confortável. E justamente por isso podem cair na incoerência de alimentar relacionamento desequilibrados, muito pouco justos, onde esse outro é capaz de tudo e ele de quase nada. Uma Vênus em Libra pode ser honesta, sincera e devota. É o amor perfeito quando a outra parte tem a sabedoria de enxergar quando este sentimento lhe for apresentado. Se amor existe? Mas é claro! Nós é que precisamos afinar as lentes para vê-lo de perto. Eis o momento!


Maria Rita canta O que é o amor.

Uma vez me perguntaram sobre "O nascimento da Vênus" de Botticelli. Porque ela nasce das águas? Bem, o amor não poderia nascer do fogo, ele não nasce da paixão cega e do sexo sem compromisso. O amor também não poderia nascer do ar, da troca mental de idéias entre grandes amigos. E por fim o amor não poderia nascer da terra, do dinheiro que acha que pode comprá-lo e seduzi-lo. O amor só pode nascer do elemento água, do sentimento pleno, inexplicável e intransferível. Afinal, amamos porque amamos.
Aline Maccari
Se você gostou deste texto compartilhe com os amigos sem se esquecer de citar a fonte: Aline Maccari

Nenhum comentário :

Postar um comentário